Edivaldo Jr. implanta direitos estatutários de professores de SLZ

edivaldo_geraldoO prefeito Edivaldo garantiu nesta segunda-feira (3) a implantação de mais 374 direitos estatutários para os professores da rede municipal. Após o anúncio do chefe do Executivo Municipal, o termo de acordo que estabelece as diretrizes e o calendário de pagamento das gratificações previstas em lei para os educadores foi assinado em reunião na Secretaria Municipal de Educação (Semed), na qual o titular da pasta, Geraldo Castro, representou o prefeito Edivaldo.

“Estamos desenvolvendo a maior implantação de direitos da história do magistério de São Luís. Entendemos e reconhecemos os professores como uma categoria fundamental ao desenvolvimento social e à formação de nossos cidadãos e buscamos maneiras de valorização destes profissionais, a partir da concessão destes benefícios”, disse o prefeito Edivaldo.

O documento oficializado nesta segunda-feira estabelece a implantação de mais 374 direitos previstos no Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) dos educadores. Desse total, 37 são gratificações por difícil acesso, 38 progressões verticais e 299 são adicionais por titulação. De acordo com o documento assinado nesta segunda-feira, as progressões verticais e as gratificações de difícil acesso serão implantadas já na folha de agosto. Os restantes serão concedidos de forma gradativa, respeitando a ordem cronológica de protocolamento dos pedidos administrativos.

“Este é um processo que vem desde 2013, no início da atual gestão, quando implantamos os adicionais, progressões e gratificações que estavam atrasados. Esta é a gestão que vem buscando corrigir os problemas e garantir as condições de valorização e respeito dos profissionais do magistério”, disse o titular da Semed.

Também presente à assinatura do documento, a presidente do Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Municipal de São Luís (Sindeducação), Elisabeth Castelo Branco, destacou a importância do ato para a categoria. “O sindicato entende que esta é uma conquista da categoria de professores, principalmente para quem está esperando há muito tempo. Para nós, é muito importante que esses direitos sejam implantados”, disse Elisabeth.

A definição de critérios para lotação e remoção de servidores do magistério é outra conquista dos professores garantida pela Prefeitura de São Luís. O anseio antigo da categoria foi contemplado na última semana, com a apresentação da minuta da portaria que estabelece os direitos dos educadores no que diz respeito à lotação e remoção dos profissionais do magistério nas diversas unidades de ensino. O documento foi apresentado em reunião realizada no auditório da Prefeitura de São Luís e que também contou com a presença do secretário Lula Fylho (Governo), Myttz Rodrigues (Administração) e José Cursino Raposo Moreira (Planejamento).

(Da assessoria)

Fábio Câmara: depois de Castelo, Waldir Maranhão

camaraDois dias depois de reunir-se quase secretamente com o deputado federal João Castelo (PSDB) – reveja -, o vereador Fábio Câmara (PMDB) esteve hoje (30) com o presidente estadual do PP, deputado Waldir Maranhão.

O peemedebista figura como pretenso candidato a prefeito de São Luís, mas jura de pés juntos que não tem tratado  de eleições nesses encontros.

Com Castelo, diz que “discutiu a cidade”; a Waldir foi apenas levar seus cumprimentos pela passagem de ano do pepista.

Nunca é demais lembrar que no PP a prioridade de candidatura é da também vereadora Rose Sales.

A JATO… TJ declarou ilegal greve da Polícia Civil antes do início do movimento, diz governo

greve greve2No mesmo dia em que policiais civis do Maranhão iniciaram a greve geral da categoria, o Governo do Estado divulgou informação de que o Tribunal de Justiça decidiu, ainda no ano passado, pela ilegalidade de qualquer movimento paredista da Polícia Civil.

Segundo nota oficial do Executivo, também está mantida multa diária de R$ 10 mil ao Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão (Sinpol) em caso de descumprimento da ordem judicial.

O governo garante que executará a multa e anunciou nova ação para manutenção dos serviços de segurança pública, já protocolada nesta segunda-feira (3).

A ação pela ilegalidade do movimento paredista foi ajuizada ainda em 2014 quando os policiais anunciaram uma paralisação.

O Sinpol recorreu dessa decisão inicial, antes de anunciar a greve deste ano, mas ela acabou sendo mantida.

Em greve desde as 8h de hoje, investigadores, comissários e escrivães reclamam maior reajuste salarial. Eles tiveram 5% e nenhuma proposta salarial para os próximos anos, como ocorreu com os policiais militares – que tiveram previsão de aumento até 2018 –; e com os delegados, que tiveram um reajuste de cerca de 70% até junho de 2016.

Durante o movimento paredista a classe garante o funcionamento de 30% do efetivo nas delegacias e regionais.

wellingonApoio

Os policiais receberam, também nesta segunda, o apoio do deputado estadual Wellington do Curso (PPS). Ele visitou o Sinpol e ouviu as reivindicações da categoria.

“Independentemente de questões políticas, enquanto parlamentar, estou em defesa dos policiais, dos cidadãos maranhenses, da segurança pública, dos direitos humanos e das minorias. Como membro da Comissão de Segurança da Assembleia, coloco-me à disposição dos demais membros para que juntos possamos mediar a situação e conseguir chegar ao acordo esperado”, afirmou.

Iziane Marques assina com o Sampaio, novo time do MA na LBF

 A jogadora Iziane Marques assinou hoje (3) contrato com o Sampaio Correa, novo representante do Maranhão na Liga de Basquete Feminino (LBF).

Estrela do Maranhão Basquete nas três primeiras temporadas da LBF, ela encabeça agora a equipe que surge de uma dissidência no primeiro time maranhense na liga.

É provável que o estado tenha dois representantes na Liga deste ano.

O anúncio oficial deve ser feito nos próximos dias.

Flávio Dino tenta barrar nomeação de aliada de Sarney para a Pesca

genildeO governo Flávio Dino (PCdoB) segue perseguindo adversários políticos.

A vítima da vez é a ex-secretária de Estado do Meio Ambiente, Genilde Campagnaro.

Indicada pelo PMDB local – com a chancela do ex-senador José Sarney (PMDB) e do deputado federal Sarney Filho (PV) – para a Superintendência da Pesca no Maranhão (órgão ligado ao Ministério da Pesca), Campagnaro é funcionária de carreira da Sema e precisa ser cedida do órgão estadual para o federal a fim de assumir o cargo.

Ocorre que o atual titular da Sema, Marcelo Coelho (PSB), resolveu barrar a cessão.

Para isso, pediu a formulação de um parecer da assessoria jurídica da pasta, baseado num Processo Administrativo Disciplinar (PAD) que, segundo fonte do blog, sequer existe.

Além disso, para tentar dar consistência à manobra, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) protocolou na Justiça Federal ação contra a ex-secretária por supostas irregularidades em um contrato da Sema com a Tramitty Business to Government, na gestão dela.

Esse processo, no entender do Executivo, também impediria a cessão. A ação sequer foi aceita pela Justiça, mas o teor das denúncias vazou rapidamente à mídia alinhada ao Palácio dos Leões.

E assim segue o “Governo da Mudança”…

Detran: empresa contratada não possui veículos suficientes para alugar

detranFuncionários do Detran-MA denunciam que a empresa contratada para alugar veículos ao órgão não tem condições de cumprir o contrato.

O contrato foi firmado com a Marca Representações Comercias Ltda, por R$ 1,9 milhões, após adesão a uma ata de pregão presencial realizado pelo Governo do Tocantins.

A empresa deveria fornecer 27 veículos. Mas apenas oito já foram entregues.

Motivo: como assumiu contratos em outros estados, a Marca Representações não possui carros suficientes para atender a demanda local.

Assim, a empresa aguarda o pagamento da primeira fatura para, só então, adquirir mais veículos e colocar à disposição do órgão.

Morador cobra fechamento de buraco na Divineia

buracoUm morador da Divinéia procurou o Blog do Gilberto Léda para cobrar da Prefeitura de São Luís o fechamento de um buraco existente na Rua Jaú.

Ele reclama que uma equipe da Semosp passou pelo local, mas apenas pintou o meio fio.

E faz uma crítica aos vereadores Marquinhos Silva e Ivaldo Rodrigues. Segundo o leitor do blog, ambos os parlamentares passam por essa via todos os dias, e nunca se dignaram a acionar a Semosp para que o problema fosse resolvido.

Fica o registro.

Agências pedem anulação da licitação da Secom

É grande o imbróglio na licitação para a escolha das agências de publicidade que atenderão a conta do Governo do Estado.

O resultado foi divulgado pela Secretaria de Estado da Comunicação (Secom) há um mês. As vencedores foram três maranhenses: Clara Comunicação, Mallman e AB Propaganda.

A estimativa de gastos do governo, para um ano, é de R$ 37 milhões.

Ocorre que cinco agências que perderam a concorrência decidiram protocolar recursos contra o certame.

A já conhecida Leiaute, da Bahia, a TIS e a Euro pediram revisão de notas. Querem ser alçadas a postos mais altos.

A VCR e a Phocus, ambas do Maranhão, pedem mais: a anulação de todo o processo licitatório.

Os recursos estão pendentes de julgamento desde junho.

Polícia Civil inicia greve no Maranhão

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Maranhão (Sinpol) inicia hoje (3), a partir das 8h, greve geral por tempo indeterminado.

A mobilização começará com concentração no Plantão Central do Parque do do Bom Menino, no Centro. Além da capital, todas as regionais do estado devem aderir ao movimento.

Investigadores, comissários e escrivães tiveram reajuste salarial de apenas 5% e nenhuma proposta salarial para os demais anos, como ocorreu com os policiais militares – que tiveram previsão de aumento até 2018 –; e com os delegados, que tiveram um reajuste de cerca de 70% até junho de 2016.

Durante o movimento paredista só estarão funcionando 30% do efetivo nas delegacias e regionais conforme determina a Lei.