Eleições 2018: saiba o porquê do aumento de R$ 15 milhões para comunicação de Flávio Dino

dino

É eleitoral o motivo pelo qual o governo Flávio Dino (PCdoB) aumentou em R$ 15 milhões a verba de comunicação para 2017.

Com a junção da antiga Secretaria de Estado da Comunicação (Secom) com a extinta Secretaria de Assuntos Políticos e Federativos (Seap) – e mais um aumento significativo do caixa da nova pasta -, o orçamento para gastos com publicidade, propaganda e divulgação do governo será de nada menos que R$ 58,9 milhões no ano que vem (reveja).

Mas por que aumento tão vigoroso?

Explica-se: uma alteração feita no ano passado à Lei das Eleições estabeleceu que, no primeiro semestre do ano eleitoral, os gastos dos governos “com publicidade dos órgãos públicos” não podem exceder “a média dos gastos no primeiro semestre dos três últimos anos que antecedem o pleito”.

E o governo Flávio Dino (PCdoB), então, elevará em 2017 o gasto com publicidade e propaganda e, assim, garantirá uma média razoável para gastar no primeiro semestre de 2018, ano em que o comunista tentará a reeleição.

Entendeu?

13 ideias sobre “Eleições 2018: saiba o porquê do aumento de R$ 15 milhões para comunicação de Flávio Dino

  1. Bingo! isso e outras cositas mas, tipo a eleição de Jerry a deputado (cruzes).. onde nós fomos amarrar nosso burrico, dias sombrios, muito sombrios no Maranhão.

  2. Quem não faria isso? só bobo e político bobo não cria. Não é a toa que ele hoje é governador, fará tudo para se reeleger, assim como aqueles que estão fora do poder, farão de tudo para voltar ao governo, a coisa mais normal, cada um fazendo sua parte, inclusive nós.

  3. Parabéns dr Flávio Dino!
    Depois não me venha com a cantilena de falta verbas pra salário de professor, pra escola…. Repasses federais em baixa, arrecadação negativa,etc
    Pobre Maranhão!

  4. Eu sei que verba para comunicação do governo é constitucional, mas esta pasta não é tão importante a ponto de o país passar por uma crise e esta ter um aumento de verba em detrimento da educação e principalmente saúde em que as pessoas fazem peregrinações para fora de suas cidades para conseguir uma consulta, ação semelhante acontece na capital a pasta da comunicação sempre recebe generosas verbas, então falta pra pagar fornecedor, fazer o básico trabalho numa escola em que falta desde lâmpadas nas salas de aula até ventilador e por último o candidato a reeleição veio com a promessa de ar-condicionado a todas as escola numa piada de extremo mau gosto já que não consegue sequer reforma as que estão caóticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *