Juiz proíbe BB de fechar agências no Maranhão

banco_do_brasil

O juiz Douglas Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, proibiu hoje (29) o Banco do Brasil de fechar agências no Maranhão

Na semana passada a empresa informou que vai fechar cinco agências no estado – uma delas é a concorrida Agência Deodoro, de grande fluxo de clientes (reveja).

“A decisão que prolatei hoje tem o objetivo de resguardar direitos dos consumidores e o patrimônio do próprio”, explicou o magistrado, por meio de sua conta no Twitter.

A decisão atende a Ação Civil Pública do Procon-MA por meio da qual se requeria pleno funcionamento de todas as agências no estado e, ainda, que o BB prestasse esclarecimentos sobre as notícias veiculadas a respeito do fechamento das unidades, além da exposição das medidas que seriam tomadas em favor dos consumidores caso a decisão seja efetivada.

9 ideias sobre “Juiz proíbe BB de fechar agências no Maranhão

  1. ´por isso que querem fazer leis para acabar com o ABUS de Juízes, desembargadores, promotores e até mesmo de rábulas.
    O Banco do Brasil é UMA Sociedade Anônima, e só quem diz onde o banco pode atuar são os acionistas, independente de o maior acionista ser ou não a união. Ou esse juizeco quer aparecer ou é um ASNO para desconhecer esses detalhes.

    • Será que os correntistas e demais pessoas que dependem dos serviços prestados pelo banco não merecem nenhuma atenção; respeito e satisfação?
      As boas relações de consumo não serão afetadas com essas agências que serão fechadas?
      Faço essa indagação ao dileto “amigo da onça”

      • Gilberto, acredite, ninguém ficará sem os serviços do Banco do Brasil. Eu, aposentado do BB posso lhe garantir que os correntistas terão até um serviço melhor.
        O Banco está fazendo ajustes, para atuar dentro da modernidade. Também só será demitido, com grandes vantagens, aquele que optar pela demissão incentivada.
        18 mil.funcionários com tempo de serviço, podem se aposentar, se assim o quiserem.

  2. Essa decisão é um absurdo legal , um juiz não pode proibir uma empresa de tentar reduzir seus custos e despesas.
    È mais uma loucura jurídica patrocinada pelo midiático, irresponsável e mimado diretor do Procon, Duarte Jr.
    Em breve cai no TJ, como todas as loucuras que DUARTE faz !

    • No meu entender, o M.M.Juiz decidiu uma questão fora da sua competencia.Todos os Bancos,estão sob jurisdição do Banco Central.Conclue-se que,cabe à Justiça Federal analizar o caso e,tem mais,o B.B.é uma instituição de capital aberto(governo Federal 51%,restante,acionistas)se o acionista majoritário assim o decidiu,assim será.Sei que M.M. conhece a legislação sobre o assunto.O resto “deve” ser mídia.

  3. No meu entendimento, e como correntista dessa agência da Deodoro, estou de pleno acordo com a decisão desse magistrado. Como se fecha a agência de maior fluxo de correntistas sem dar a esses correntistas uma outra opção?

  4. A ação proposta pelo PROCON é uma completa insanidade e a decisão do juiz é outra insanidade à altura. Quando dois loucos se juntam, acontecem uma lambança dessa aí. Vergonha alheia. E esse governador rídiculo ainda comemora uma asneira dessa.

  5. É por situações como essa que o Maranhão nunca vai deixar de ser uma piada nacional. Imagina um grande investidor na Europa ou nos EUA ver quem uma S. A. como o Banco do Brasil foi impedido pelo poder público de fechar uma agência para racionalizar custos. Quando um investidor desses vem aplicar aqui? Nunca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *