STF vai apurar vazamento de decisões de Fachin na Lava Jato

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, determinou ontem (19) a criação de uma comissão de sindicância para esclarecer se houve vazamentos na divulgação de atos processuais do ministro Edson Fachin, relator dos processos da Operação Lava Jato na Corte.

O tema foi discutido ao longo dos últimos dias entre Cármen, Fachin e o secretário de Tecnologia da Informação do STF, Edmundo Veras dos Santos Filho. Uma das preocupações dentro da Corte é com a segurança do sistema. A comissão de sindicância deverá entregar um relatório dentro de 30 dias.

No Maranhão, surgiu ainda na semana passada a suspeita de que a decisão do relator da Lava Jato em relação ao governador Flávio Dino (PCdoB) tenha vazado.

O levantamento do sigilo das decisões do ministro Fachin ocorreu apenas no dia 4 de abril, quando ele assinou eletronicamente os despachos. O comunista Maranhense, no entanto, apresentou na semana passada uma certidão do dia 17 de março para contestar conteúdo da delação que o envolve (reveja).

Também na semana passada deputados de oposição chegaram a anunciar uma ação cobrando a investigação desse vazamento específico.


4 ideias sobre “STF vai apurar vazamento de decisões de Fachin na Lava Jato

  1. Mais é claro que o irmão Nicolau Dino soltou um aviso para seu irmão Flavio Dino, como que esse Cubano correu pra pegar essa certidão, que por sinal não vale nada, em Brasília? Me engana que gosto…

  2. O simples ato de protocolar um requerimento no STF não significa que ele vá apurar como vc afirma no título….olha, vcs se superam a cada dia. Impressionada com a capacidade e o desespero em destruir o governador.

    • vc certamente não leu nada… o STF já abriu sindicância para apurar vazamento no caso do Estadão.. no caso de Dino é que foi apenas protocolado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *