“Gaiola da tortura”: deputados devem visitar delegacia em Barra do Corda

Após solicitação da deputada Andrea Murad, uma comissão de deputados deverá visitar a Delegacia de Barra do Corda onde é mantida uma gaiola no fundo da unidade para colocar os presos. A parlamentar denunciou as condições desumanas após a morte de Francisco Edinei Lima Silva, comerciante de 40 anos que foi detido por se envolver em um acidente de trânsito quando estava embriagado.

Encaminhado para a delegacia, Francisco foi colocado em uma espécie de gaiola na área externa, sem teto, sem água e numa sensação térmica que pode chegar a 40 graus. Após o dia exposto ao ar livre, Francisco – que era hipertenso – sofreu convulsões dentro da gaiola e veio a óbito. A líder de oposição levou o assunto para a tribuna nesta quarta-feira (11) e solicitou diretamente ao presidente da Assembleia, deputado Humberto Coutinho, a ida de uma comissão até o município de Barra do Corda para apurar a denúncia.

“Imprescindível que o Ministério Público e todas as outras autoridades se manifestem a respeito desse assunto, porque nós precisamos tomar uma providência imediata para o fechamento dessa ‘câmara de tortura’, permitida pelo Governador Flávio Dino em pleno século XXI. É a volta das prisões medievais. Também irei acionar a ONU e buscarei o apoio da Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Deputados em Brasília para denunciar essa barbárie a nível internacional. Já falei com o presidente desta Assembleia, deputado Humberto, para que uma comissão de deputados visite aquele estabelecimento e juntos com as autoridades busquemos soluções para que aquela ‘gaiola’ seja retirada de lá e não provoque a morte de mais nenhum cidadão. Isso é desumano, é degradante, é um crime contra a humanidade”, discursou Andrea.


7 ideias sobre ““Gaiola da tortura”: deputados devem visitar delegacia em Barra do Corda

  1. Visitar pra quê? Ah! já sei. Será mais uma daquelas hipócritas visitas q só serve para aparição midiática. Tem que apurar a responsabilidade e punir. A autoridade policial de uma delegacia, até a onde eu sei, é o delegado. Cadê a OAB-MA!!!? Comissão dos Direitos Humanos!!!?

  2. Bom dia meu nobre jornalista, esse tipo de galões já existe desde da época da Roseana Sarney no tempo de Raimundo Cotrim eras secretário da São então vamos parar de demagogia. Não concordou com esse tipo de prisão mas dizer q isso só está acontecendo no governo de Flávio dono é menu tirar. Não voto nele e nem em Roseana Sarney dois encantadores.

  3. Isso é só a ponta do iceberg. Maioria das delegacias do interior do ma maranhão funcionam mais precaria e desumanamente que esta, e o pior é que todo mundo mundo sabe, mas precisa ocorrer as s tragedias para entrar no foco da discussão e infelizmente não passa disso e o caos perdura detendo a se gravar na medida que não haja nenhum plano de governo, para contornar esses golpes dado na democracia maranhense.
    E a frustração do maranhense é vê que a coisa não avança, ou pelo menos der sinal que esta vindo.
    E para os políticos de plantão só resta dizer:”toda necessidade este um ego para alimentar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *