Vereadores querem cassar prefeito de Vargem Grande

Carlinhos Barros (ao centro) em evento da CNM em Brasília: sem autorização

O prefeito de Vargem Grande, Carlinhos Barros (PCdoB), está numa sinuca de bico.

Sem apoio da base aliada na Câmara Municipal – mesmo com 9 governistas, a Casa tem-se posicionado contra o comunista – ele pode enfrentar em breve um processo de cassação.

É voz corrente nos bastidores do Legislativo local que há um grupo de parlamentares disposto a lançar mão da Lei Orgânica do Município (LOM) e penalizar Barros por ausência do Estado sem prévia autorização.

Diz o dispositivo legal que o gestor precisa de autorização dos vereadores para deixar a cidade em duas ocasiões: quando for ficar em outra cidade do mesmo estado por mais de 15 dias, ou quando foi sair, por qualquer prazo, do estado.

Os parlamentares alegam que Barros já deixou o Maranhão diversas vezes sem o aval da Câmara. Recentemente, por exemplo, ele esteve em Brasília, num evento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Ainda não há decisão formal sobre o caso. Mas o sinal de alerta está ligado para Carlinhos Barros, que perdeu o controle do Legislativo e, atualmente, contra com o apoio de apenas dois membros.


5 ideias sobre “Vereadores querem cassar prefeito de Vargem Grande

  1. Isso é conversa fiada de quem te passou essa informação te digo porque eu conheço esses vereadores e os porquês deles em querer fazer isso.
    Quem te passou isso disse que é porque eles não recebem mensalinho do prefeito é do presidente da câmara?

  2. Por acaso o prefeito é um pseudo comunista que faz campanha bilionária?

    Trata-se de um fracasso anunciado.

    Isso já era esperado pois o cara não ganhou a eleição… deu pra entender?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *