Mais Asfalto é balela! CNT mostra que rodovias do MA só pioram

De O Estado

Mais Asfalto na propaganda (esq.) e na realidade (dir.)

Levantamento divulgado ontem, 7, pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) – que analisa o estado geral das estradas em todo o país – aponta que o Maranhão piorou a qualidade da malha rodoviária estadual. De acordo com a entidade, de 2016 a 2017, o índice de trechos considerados ruins ou péssimos nos aspectos de pavimentação, sinalização e geometria passou de 88,7% para 91,6%.

Ainda de acordo com a entidade, nenhum quilômetro de rodovias mantidas atualmente pelo Governo do Maranhão foi avaliado como ótimo e apenas 4,6% da malha do estado é considerada boa para se trafegar. Outros 3,8% quilômetros de estradas maranhenses são apenas regulares.

Considerando apenas o quesito pavimentação, o estado também apresenta dados negativos. Dos 1.429 quilômetros de vias analisadas e que cortam o Maranhão, apenas 79 quilômetros possuem asfaltamento considerado ótimo ou bom. Outros 65,7% de malha (ou 939 quilômetros) de vias mantidas pelo Poder Executivo Estadual tiveram a qualidade asfáltica definida como “ruim ou péssima” pela CNT.

Quanto à sinalização, nenhum trecho de rodovia estadual no Maranhão foi definido no quesito como ótimo ou bom. Em contrapartida, 88,7% dos trechos de estradas pesquisados pelo órgão nacional possuem sinalização considerada ruim ou péssima. Este último fator, de acordo com especialistas, aliado à imprudência dos condutores, é considerado a principal causa de acidentes em estradas do Maranhão.

Por fim, em relação à geometria da via, o Maranhão também teve destaque negativo. Do total da malha estadual, 93,8% – ou 1.340 quilômetros de pista – foram avaliados como ruins ou péssimos quanto ao traçado da pista. Ainda considerando o quesito, apenas 5,8% do total de quilômetros de rodovias estaduais foram avaliados como ótimos ou bons.

Relembre
A mesma pesquisa da CNT do ano passado apontou que a MA-006 (com 547 quilômetros de extensão e que corta os municípios de Arame e Grajaú), foi avaliada como “péssima”.

Além da MA-006, outras rodovias estaduais também foram avaliadas como ruins, como as MAs 034, 106, 230 e 315. De acordo com o levantamento, cinco rodovias estaduais (006, 106, 230,303 e 345) estava com sinalização péssima.

Situação total
Levando em consideração a situação total da malha do estado, ou seja, as rodovias estaduais e federais, dos 4.647 quilômetros de estradas no território maranhense, 70% delas (ou 3.252 quilômetros) foram definidos como regulares, ruins ou péssimos. Apenas 30 quilômetros de rodovias no estado apresentaram condições de serem avaliados como ótimos.

“A queda na qualidade das rodovias brasileiras tem relação direta com um histórico de baixos investimentos em infraestrutura rodoviária e com a crise econômica dos últimos anos”, apontou o presidente da CNT, Clésio Andrade, em matéria publicada no site oficial da entidade. De acordo com o dirigente, houve uma drástica redução dos investimentos públicos federais a partir de 2011.

Contradição
Em reportagem publicada no dia 27 de setembro deste ano, ao fazer menção aos mil dias de gestão estadual, o Governo do Maranhão informou que – por meio do programa Mais Asfalto – já havia reformado (até aquela data) mais de 2 mil quilômetros de vias, entre ruas, avenidas e estradas. Ainda de acordo com o Governo na ocasião, mais de 24 trechos rodoviários estariam em obras.

Em nota, a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) informou que, conforme cronograma de obras, tem investido para melhorar a malha viária de todas as regiões. Até o fim deste ano serão entregues 500 quilômetros de rodovias pavimentadas, em 11 trechos rodoviários, e uma ponte na região sul do estado, somando investimentos de R$ 556 milhões. As ações desenvolvidas estão possibilitando desenvolvimento social e econômico ao Estado, além de interligar as diversas regiões maranhenses.

A Sinfra frisou que já foram recuperados e construídos mais de 2.000 mil km de rodovias. A reestruturação da malha asfáltica está facilitando o deslocamento; o transporte da produção agrícola; retirando comunidades do isolamento; reduzindo custos com a melhoria dos ramais rodoviários, proporcionando geração de renda, emprego e qualidade de vida à população.

Em 2017, somente no primeiro semestre, foram entregues sete trechos rodoviários, entre obras de melhoramento, pavimentação da malha viária e construção de duas pontes em Paulino Neves e Tuntum.

Em breve, serão entregues 42 quilômetros de extensão da MA-006, entre Pedro do Rosário e o povoado Cocalinho, no entroncamento da BR-316. O trecho faz parte de um grande eixo no Maranhão, interligando a região de Santa Inês e Bacabal à Baixada Maranhense, via Pinheiro.

Além das rodovias estaduais, o Governo trabalha para entregar a ponte sobre o Rio Balsas, no município de Simbaíba, Sul do Maranhão. A ponte facilitará a mobilidade em diversos municípios, entre os quais, São Raimundo das Mangabeiras, Loreto, Balsas, Tasso Fragoso, Mirador.


6 ideias sobre “Mais Asfalto é balela! CNT mostra que rodovias do MA só pioram

  1. E o governador Flávio Dino ainda se vangloria, pasmem senhores, que segundo interlocução sua com presidente do Sinduscon -MA, este lhe “afirma todo dia que sem o Mais Asfalto no Maranhão a maioria das construtoras já teria fechado as portas”! Só por isso aí já se vê o grau de atenção e respeito do governador comunista com os pobres empresários desse estado. Quem ficou ruim também nessa estória é o presidente do sindicado das empresas de Construção Civil, que nem congrega empresas que fazem pavimentação rodoviária!! Quem estará mentindo heim, Gilberto Leda??

  2. Gilberto,

    Se o Mais Asfalto está comprovado que é uma balela, e o estado geral das rodovias estaduais é uma lástima, principalmente piorou no biênio 2016 e 2017, então com que Flávio Dino gastou quase os R$ 2 bilhões de recursos do empréstimo BNDES???? E a Coprepe não fiscalizou a aplicação dessa dinheirama?? MPF, CGU e TCU neles.

  3. As rodovias do Maranhão estão só buracos. Flávio Dino foi a Itapecuru “inaugurar” 200 metros de asfalto e o Viva / PROCON de garoto-aplauso Duarte Júnior. Assim, cada vez vai ficando mais fácil a volta ao governo da quadrilha Sarney, tendo no opaco governador o principal garoto propaganda da adversária que também não é lá grande coisa em matéria de competência Roseana Sarney.

Os comentários estão fechados.