Hilton Gonçalo revela decepção com Flávio Dino

Hilton cumprimenta cidadã em Santa Rita

O prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, disse nesta sexta-feira (10), em entrevista exclusiva à revista Maranhão Hoje a ser publicada na edição de novembro, que não descarta deixar o PCdoB e disputar novo cargo majoritário numa chapa de oposição ao governador Flávio Dino, que é do seu partido, ou mesmo apenas apoiar um outro candidato que faz oposição ao Palácio dos Leões. Hilton não esconde a decepção de ser um dos poucos prefeitos que não fazem convênios com o Estado, mesmo tendo apoiado o governador em em 2014 no seu município e nos demais onde tem influência, dando-lhe uma excelente votação nesses lugares.

Hilton Gonçalo chegou a dizer que Flávio Dino precisava mexer na sua equipe e colocar em pontos chaves não apenas quem tem conhecimento técnico, mas sensibilidade política, ou seja, pessoas que conheçam a realidade do estado, sabem das necessidades das populações mais carentes e queiram trabalhar em parceria com os gestores municipais para amenizar esses problemas.

Para ele, fica a dúvida se os secretários não atendem os pleitos de alguns prefeitos por má vontade ou por desconhecimento ou então, o que seria mais grave, se falta autonomia para gerenciarem suas pastas.

O prefeito disse que pouco tem conversado com Flávio Dino, porém outros políticos, reconhecendo sua popularidade e o trabalho que vem realizando em Santa Rita, o têm procurado para conversar, dentre eles o senador Roberto Rocha (PSDB), o deputado Eduardo Braide (PMN), José Reinaldo Tavares (PSB) e outros, mas não tem estendido negociações, tampouco firmado compromissos, pois no momento está mais focado em fazer um bom governo em Santa Rita e ajudar sua mulher, Fernanda Gonçalo, a fazer uma boa gestão em Bacabeira.

Hilton diz que, apesar de não receber nenhuma ajuda do Estado, continua tocando obras em seu município, como pavimentação de ruas e estradas vicinais, ampliação dos serviços de água, construção de moradias para famílias carentes, adquirindo equipamentos para hospital etc. Indagado se já apresentou algum projeto ao governo, diz que sim, mas como nunca foi atendido deixar de pedir. Segundo ele, foram negadas ajudas para o Carnaval e o São João, ser incluído no Mais Asfalto, ajuda ao hospital municipal e sua série de outros pleitos.

O prefeito acha que o problema pode estar no estilo do governo trabalhar com os municípios, ou seja, em vez  convênios com as prefeituras, o Estado executa as obras sem ao menos consultar o gestor municipal, prática com a qual não concorda, mas lança um desafio: “se o governador quiser fazer alguma coisa pelo povo de Santa Rita, que faça, as ruas da cidade estão liberadas para ele entrar e fazer o que quiser”.

Sobre seu projeto político, Hilton Gonçalo diz que ainda não está decidido, mas gostaria de disputar o Governo do Estado ou uma cadeira no Senado, mas aceitaria também ser vice-governador. Tudo vai depender, segundo ele, de como sair da prefeitura sem prejudicar o andamento de suas obras e sem interromper as parcerias com Bacabeira, pois sabe que o sucesso ou o insucesso da gestão de sua esposa pode afetá-lo e vice-versa, isto é, tem de mostrar serviços para que uma má gestão em Santa Rita não prejudique a de Bacabeira.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *