Obras na nova adutora do Italuís estão paradas

De O Estado

A nova adutora do Sistema Italuís, que registrou um rompimento em sua estrutura no dia 9 deste mês e causou o desabastecimento de água de mais de 600 mil pessoas na capital maranhense ainda não tem prazo para ser posta em funcionamento. Até quinta-feira (21), as obras de reparo da estrutura estavam paradas.

O Estado esteve no local na tarde de quinta-feira (21) em Periz de Baixo, onde houve o dano na intersecção – apontada pelo Governo como o fator técnico para o rompimento da estrutura – e constatou que nenhum operário trabalhava no local. Segundo moradores que tem residências há poucos metros do local das obras, as máquinas estiveram no canteiro de obras até quarta-feira (20). No entanto, no dia seguinte, elas não apareceram. “Até ontem [quarta] tinha máquina. Mas hoje [ontem] não tinha mais. Não sei o que aconteceu”, disse Walkno Lopes, morador de Periz.

Ainda de acordo com a Caema, a peça apontada como a “causadora do vazamento no novo Sistema Italuís” ainda está em fase pericial. A Companhia confirmou a O Estado que, atualmente, mais de 600 mil pessoas que dependem direta ou indiretamente do Italuís estão sendo abastecidos pela tubulação antiga, cujo tempo de vida útil expirou há mais de dez anos, segundo especialistas.

A entrega da adutora do Sistema Italuís foi sinalizada pela atual administração do Governo do Maranhão como a principal obra a ser entregue à população neste fim de ano. Inclusive, por meio das redes sociais, o governador do Estado, Flávio Dino (PC do B) chegou a anunciar que a adutora seria entregue no dia 9 deste mês, antecipando em mais de doze horas o prazo inicial estipulado para a entrega da estrutura. Nesta data, os bairros da capital maranhense já estavam sem água há 72 horas, já que o abastecimento havia sido suspenso pela própria Caema, sob a justificativa de troca da tubulação antiga para a nova. Por causa do problema, alguns bairros permaneceram sem água por uma semana.

No domingo (10), técnicos da Companhia estiveram no local do rompimento e deram duas soluções: ou a peça danificada seria reparada fixada na própria tubulação, ou seria retirada para a realização do conserto. A segunda opção foi escolhida e, há 10 dias, membros de uma empresa contratada pelo Governo do Maranhão trabalham na reparação da peça.

Adiamentos

Levantamento feito por O Estado apontou que, por pelo menos sete vezes, foi adiado o prazo de entrega da nova adutora do Sistema Italuís. Segundo o Governo, assim que for entregue, haverá “um incremento de 500 mil litros por segundo no abastecimento de água da capital maranhense”. As obras de instalação da nova adutora foram orçadas em R$124.039.306,66 e o projeto inicial foi elaborado em 2012.

__________________Leia mais
Italuís: Caema religa sistema antigo para abastecer São Luís


Uma ideia sobre “Obras na nova adutora do Italuís estão paradas

  1. Cara, vocês são incríveis! O governador consegue antecipar o salário do mês de dezembro para antes do Natal, num momento de crise, tem estados que nem pagaram o 13º, o que é um feito e tanto, e sobre isso vocês do Sistema não dão uma linha sequer, mas colocam notícias para tentar detonar o FD. É difícil reconhecer que o cara faz um bom governo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *