Roberto Costa propõe CPI do Contrabando após citação a deputados e secretário

Parlamentar diz que a Assembleia precisa esclarecer suposto envolvimento de dois membros da Casa e um secretário na quadrilha desbaratada recentemente pela polícia

De O Estado

O deputado estadual Roberto Costa (MDB) pretende propor a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o envolvimento de “dois deputados” e de um “secretário” na quadrilha de contrabando desbaratada no final do mês passado pela Polícia Militar do Maranhão (PMMA).

A O Estado, o emedebista disse que já começou a sondar colegas sobre a possibilidade de aprofundar, no Legislativo, as investigações sobre o envolvimento de autoridades com o bando. Segundo ele, se ficar omissa, a Assembleia pode contribuir para arranhar a imagem de todo o parlamento.

“Não se pode imaginar que um dos presos por contrabando cite o envolvimento de ‘deputados’ e de um secretário e a Assembleia não queira esclarecer que são essas autoridades”, destacou. “Desse jeito, fica todo mundo sob suspeita”, completou.

A citação aos “deputados” e ao “secretário” foi feita pelo ex-vice-prefeito de São Mateus Rogério Garcia, num áudio que integra o inquérito em que a Superintendência Estadual de Prevenção e Combate a Corrupção (SECCOR) investiga a quadrilha especializada em contrabando de cigarros e bebidas – com a participação, segundo a SSP, de policiais militares e do delegado Thiago Bardal, ex-chefe da Seic.

Garcia é um dos presos na operação que desbaratou o bando na semana passada.

Na conversa, de quase dois minutos, o político pede que o interlocutor tenha paciência para “comer esse veneno”. “É um veneno grande, que nós estamos passando”, diz ele, ao falar sobre mudança de escalas na PM, o que, em tese, teria deixado o grupo sem proteção.

O ex-vice-prefeito menciona, claramente, influência política para ajudar a quadrilha e adianta que, no final do mês de março, após mudança de comando – sem dizer em que instância – “aí nós vamos ter controle total”.

“Realmente complicou, mas eu tô trabalhando via o secretário e dois deputados para gente sanar esse problema. Eu vou tentar levar o Major para o CPAM 3 e o serviço de hoje, as escalas, ele mudou tudo, esse tal de Arlan”, afirma Rogério Garcia. Ele não revelou os nomes do secretário, nem dos dois deputados.

Segundo apurou O Estado, no entanto, a SSP já encaminhou expediente ao Judiciário pedindo autorização para ouvir dois parlamentares. Como trata-se de processo sob segredo de Justiça, os nomes não foram revelados.

_________________Leia mais
TJ concede habeas corpus ao advogado Ricardo Belo


4 ideias sobre “Roberto Costa propõe CPI do Contrabando após citação a deputados e secretário

  1. Os parlamentares precisam sim, assinar essa CPI, pra saber quem são esses deputados e que é o secretário, que foi citado no depoimento do preso Garcia. Estamos vivendo momentos de corrupção envolvendo pessoas de alto escalão, portanto, urge sabemos a verdade, a sociedade está a espera dessa verdade. Parabéns pela coragem deputado Roberto Costa!

  2. Será que esse Deputado ainda se reelege, Roseana ajudou tanto ele, agora vive caladinho se chegando pra Flavio Dino, pra não fazerem a o do DETRAN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *