Wellington: Dino “massacra população” ao aumentar preço da gasolina

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) fez duras críticas ao governador Flávio Dino (PCdoB), por conta do aumento do preço de referência sobre o qual incide o ICMS da gasolina após a greve dos caminhoneiros.

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o estado do Maranhão é um dos três estados brasileiros que aumentaram a chamada “pauta” desse combustível, em uma variação de 10,75% (saiba mais).

Segundo o parlamentar, a conduta do comunista já reflete no aumento do preço da gasolina no Maranhão. Ele voltou a cobrar redução do ICMS do combustível no estado.

“O governador Flávio Dino é o mesmo que aumentou os impostos no ano passado, prejudicou a parcela mais pobre do nosso estado com o aumento de impostos que nós votamos contra. Eu votei contra o aumento de imposto e aumentaram os impostos do combustível, da energia elétrica. E quem mais padece com isso é a população mais pobre, é a população mais carente. E vejam o absurdo: depois da greve dos caminhoneiros, três estados aumentaram o preço da gasolina e o Estado do Maranhão aumentou o preço da gasolina 10,75%. Tanto que nós pedimos ao Governador Flavio Dino, tanto que nós imploramos ao Governador Flávio Dino, tanto que nós lutamos para que o Governador Flávio Dino reduzisse o preço do combustível, reduzisse o preço da gasolina. E o que o Governador fez? Massacrou a população, aumentando o preço da gasolina”, disse o deputado Wellington.

Atirou no que viu…

Ao comentar o assunto, o ex-presidente do Procon-MA Duarte Júnior cometeu uma gafe nas redes sociais.

Tentou responsabilizar os empresários revendedores de combusítvel pelo aumento da gasolina no Maranhão, sem se dar conta de que a alta é, na verdade, culpa do seu ex-chefe.

Para completar, ainda insinuou que a atual gestão do Procon-MA – que ficou a cargo de uma indicada sua – não fiscaliza os postos de combustíveis como ele fazia.


8 ideias sobre “Wellington: Dino “massacra população” ao aumentar preço da gasolina

  1. O animador de festa Duarte Junior, ex presidente do Procom-Ma, esqueceu que o nosso combustível, na gestão comunista, sempre foi o mais alto do pais. E que ele quando gestor do orgão fiscalizador, só sabia fiscalizar os empresários do setor, mas cobrar um posicionamento do executivo, responsável direto pelo a alta taxa dos preços, ele nunca fez.

  2. Previsível
    Os empresários estavam só esperando ele se desligar
    quando os gatos sai os ratos fazem a festa
    Mas acredito no trabalho dessa nova gestão

    • É o imposto moço, imposto…, daí fica mais alto mesmo, sem falar que os donos de postos tem autonomia para deixar o valor que quiser. Isso aqui é uma imoralidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *