Eterno coadjuvante

Da coluna Estado Maior

Nem mesmo a forte popularidade do ex-presidente Lula e o grande número de eleitores que ele sempre teve no estado conseguem fazer do PT um partido forte no Maranhão.

Sem grandes lideranças, mais uma vez a legenda vira chacota eleitoral quando tenta impor condições para apoiar esta ou aquela candidatura majoritária nas eleições do Maranhão.

Seja nas eleições municipais ou nas estaduais, o PT maranhense nunca consegue ser protagonista e nem de longe faz jus ao título de partido do ex-presidente Lula, que continua tendo a maioria das intenções de voto do eleitorado no Maranhão.

Parece faltar popularidade ou competência aos líderes petistas, que se fragilizam mais pela eterna disputa interna mantida pelas diversas correntes que formam o partido.

E essa queda de braço interna não permite que o PT firme posição e se fortaleça como partido.

Pior ainda: dirigentes da legenda se contentam com cargos de segundo e terceiro escalões, abrindo mão do espaço de poder que poderia almejar pela força eleitoral que tem no Maranhão.

E assim o PT maranhense segue sua trajetória de partido relegado ao papel de eterno coadjuvante, sem prestígio e peso político.

Segue o roteiro de teatro mambembe, subindo ao picadeiro somente para fazer a alegria dos que estão no poder.

Agindo assim, os que trocam o partido por migalhas vão acabar enterrando o PT no Maranhão.


7 ideias sobre “Eterno coadjuvante

  1. Se fosse apoiar Roseana não serviria de chacota?
    Deixa de recalque , aguenta que a taca vai ser grande e tu vai passar mais 4 anos sem ganhar migalhas do governo que tu anda querendo conseguir.
    Engole o choro.

  2. Não se cria lideranças da noite pro dia. Infelizmente ainda não temos um PT bem instruturado como acontece no Piauí, por exemplo. O clã Sarney acabou com todos os seguimentos. Só agora começaram surgir novas lideranças. O tempo vai ajudar a outras se estabeleceram. Precisa e é necessário para um estado!

  3. Ta bom, este texto foi escrito e repetido em todos os blogs alinhados e comandados pelos sarneys no intuito de fazer polêmica entre o PT e Flávio Dino, e ver se consegue algum dividendo para Roseana, pois a coisa tá piorando cada vez mais para a oligarquia depois que Maranhãozinho falou que o velho Sarney tava querendo que o partido dele apoiasse a rainha da oligarquia.

  4. Mas não foi esse o partido que Roseana precisou para isolar os adversários em eleições passadas? Quando ele era interessante servia direitinho e não era coadjuvante. Feio é cuspir no prato que comeram por anos.

    Detalhe: O PT é um partido vendido mesmo no Maranhão, quem paga mais leva na sacola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *