BOA NOTÍCIA! Aldenora Bello diz que governo vai liberar verba do Fundo de Combate ao Câncer

O Hospital do Câncer Aldenora Bello emitiu hoje (19) uma nota para anunciar que o Governo do Estado aceitou liberar recursos do Fundo Estadual de Combate ao Câncer para ajudar a manter os serviços da unidade em funcionamento.

Proposta igual havia sido sugerida pelo deputado estadual Eduardo Braide (reveja).

Com o reforço dos recursos do fundo, a Fundação Antonio Dino, mantenedora do hospital, deve conseguir evitar o fechamento do Serviço de Pronto Atendimento (SPA), do Atendimento Domiciliar e do Tratamento da Dor e Cuidados Paliativos, que estava previsto para ocorrer no dia 12 de agosto (saiba mais).

Abaixo, o comunicado oficial da entidade sobre o caso.

A Fundação Antonio Dino, mantenedora do Hospital do Câncer Aldenora Bello, vem informar à sociedade que nosso Hospital NÃO VAI FECHAR. A direção informou a Secretaria Municipal de Saúde, em 13 de julho, a difícil decisão de suspender as atividades apenas do S.P.A (Serviço de Pronto Atendimento Oncológico), atendimento domiciliar, tratamento da dor e cuidados paliativos, a partir do dia 12 de agosto de 2018, por prazo indeterminado, são serviços iniciados em 2008, com financiamento insuficientes pelo SUS.

Felizmente desde o primeiro momento fomos procurados pelo Governo do Maranhão para evitar a paralisação destes serviços diante do grave quadro financeiro que atingiu a entidade. A proposta inicial do Governo foi destinar os recursos do Fundo Estadual de Combate ao Câncer à Fundação, o que garantiria a continuidade do atendimento à toda sociedade. Todavia, há procedimentos burocráticos necessários à destinação dos recursos, mesmo porque tal dinheiro é gerido por um conselho com representantes de diversas entidades, não apenas por membros do Governo.

A Fundação destaca, ainda, a parceria com o Governo do Maranhão, desde 2015, que permitiu a destinação de repasses financeiros e compra de novos equipamentos, fundamentais à assistência aos nossos pacientes.

São Luís (MA), 19 de Julho de 2019
ANTONIO DINO TAVARES
Vice-Presidente da Fundação Antonio Dino


13 ideias sobre “BOA NOTÍCIA! Aldenora Bello diz que governo vai liberar verba do Fundo de Combate ao Câncer

  1. Interessante, só foi a imprensa divulgar o descaso do governo comunista com o hospital que o dinheiro apareceu.
    Governo comunista é um verdadeiro estelionato eleitoral.

  2. COMO ASSIM!BUROCRÁTICOS PARA QUE ISSO VENHA A OCORRER. LIBERAR VERBA DO FUNDO ESTADUAL NÃO É SÓ UM HOSPITAL CHORAR NA MÍDIA ,E LOGO,LOGO O SECRETÁRIO DE SAÚDE ABRE AS PERNAS E LIBERA. AI TEM MENTIRAS!!! ISSO NÃO É FÁCIL ASSIM, TEM MUITOS TRAMITES BUROCRÁTICOS QUE INVIABILIZAM ESSE TIPO DE NEGOCIATA FAJUTA DE COMUNISTA VAGABUNDO! TÁ NA HORA DO MP SE POSICIONAR SOBRE ESSA TRAMA DO ALDENORA BELO E SECRETARIA DE SAÚDE CORRUPTA.

  3. Mas a direção do hospital disse que o governo desde 2015 tem parceria com o hospital que permitiu o repasse de recursos e compra de materiais. Usam a oposição, depois vão a público elogiar o governo. Pense num povo complicado.

    • Loucura, não? Pq o ofício deles mesmo diz que desde 2010 não tinha nada… mas é assim mesmo. que bom que deu certo, embora não tenham sequer agradecido

  4. Veja bem o que a nota do hospital fala, que apartir de 2015 tem convênio com o governo do estado, concordo que há um descaso com a saúde pública.

  5. É uma vergonha tudo que vem acontecendo no governo do Estado, agora mesmo foi feito uma licitação suspeita para contratação de uma empresa de publicidade no valor de quatro milhões, sinal de que aí vem mais propaganda com dados falsos, igual essa de construção e reformas de 750 escolas. Foi a pior desgraça que podia acontecer para o Maranhão foi o povo eleger Flávio Dinossauro governador, mas agora em outubro vamos ter a oportunidade de tirar essa comandita do palácio dos Leões. Muda Maranhão, nossa bandeira não é vermelha.

  6. Pronto. O que custa fazer logo essas coisas? Porém, espero que de fato essa verba liberada pelo Governo seja de fato utilizada para este fim(para ajudar a Fundação no combate a esta doença); e, não para desvios de finalidade.

  7. O que é engraçado é que o convênio foi firmado a partir de 2015 (segundo o que a própria fundação diz em nota), ou seja, estranho a fundação não mencionar em parcerias em anos anteriores. Outra coisa, o ano da nota de esclarecimento em seu rodapé está errado. Lá consta como 2019.

  8. É o mínimo que esse desgoverno deve fazer, espero que no futuro isso não se repita, as pessoas que fazem tratamento lá não merecem mais sofrimento além daquele causado pela doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *