Sarney diz que Maranhão caiu “no conto do vigário”

Conto do vigário

Da Coluna do Sarney

É de dar alegria o aquecido momento de publicação de livros de autores maranhenses e sobre o Maranhão. Até mesmo surgiu e pegou uma livraria, a AMEI, que só comercializa estes livros. Já escrevi sobre isso e sobre o serviço que vêm prestando à produção cultural do Maranhão.

Sendo um leitor compulsivo, tenho lido todos os livros que me chegaram às mãos, nesse bendito boom editorial. Muito tem-me ajudado a encontrar essas publicações o nosso Benedito Buzar, grande historiador e autor de alguns livros que hoje já são clássicos. No conjunto de obras, uma grande quantidade de informações sobre o Estado, em especial reflexões sobre a leitura de nossa História.

José Sarney - conto do vigário

Como exemplo, li agora um conjunto de estudos universitários sobre o Maranhão em tempos de República: ensaios que abordam temas que vão da política até religião. Notei certa sedução em alguns trabalhos de ser novidade e assimilar contestações, preconceitos e pós-verdades, para usar uma palavra que está em moda. Para exemplo, vejo a construção de teses sobre a fundação da cidade de São Luís por franceses como sendo um movimento associado à burguesia, e o mesmo sobre a consagração do Maranhão como Atenas brasileira, feita no século XIX, quando no Maranhão nasceram e viveram grandes nomes da literatura brasileira, como João Lisboa, Odorico Mendes, Gonçalves Dias, Sousândrade, Gomes de Sousa e muitos outros.

Ora, nada mais claro e óbvio do que a cidade ter sido fundada por franceses, embora não seja uma cidade francesa, mas em tudo portuguesa, para orgulho de todos. Os franceses fixaram o primeiro espaço da cidade e fizeram muito mais, o que ultrapassa todas as outras fundações de cidade e marca o Estado do Maranhão: deixaram dois livros fundamentais, o História da Missão dos Padres Capuchinhos na Ilha do Maranhão, do padre Claude d’Abeville e o Viagem ao Norte do Brasil feita em 1613 e 1614, de outro capucho, Yves d’Évreux. Estes livros são fontes primárias para o conhecimento dos costumes dos Tupinambás, seus ritos, suas crenças e até de como eles viam e interpretavam o cosmo. O nome da cidade foi dado pelos franceses, o do rei santo, em homenagem ao rei menino. E, sob o signo da Cruz, deixaram para a eternidade, São Luís, em homenagem ao jovem rei da França, Louis XIII, seu descendente. Era tão grande a importância que davam a esse batismo que o padre Abbeville diz que o rei o seria de três coroas: França, Navarra e Maranhão. São livros que até hoje são objeto de estudos e estão ligados às Histórias do Brasil e da América. Estas obras é que deram renome à cidade, ao descrever toda a aventura de sua fundação, data, cerimônias, feitos. Os franceses não deixaram a arquitetura, mas livros, e estes são para sempre.

O povo maranhense se orgulha da cultura maranhense. Nada mais justo do que de suas origens. Mas a ideologia, num tempo em que já acabou no mundo, ainda é utilizada. Era a tese do leninismo de destruir tudo, para em cima das ruínas construir a revolução salvadora. Aqui foi o único lugar no mundo em que um governo espalhou outdoors pelo país desmoralizando o Estado, dizendo “MARANHÃO, ESTADO MAIS POBRE DO BRASIL”. Eu mesmo vi um em Brasília e fiquei indignado.

Além do dano que causou e causa até hoje à imagem do Estado, é uma fake news. Atrás da gente, há 11 Estados. Somos o 16º, à frente de Mato Grosso do Sul, localizado no Centro-Sul.

Mas é ser pra-frente fazer politicagem, destruir verdades e dizer que o Maranhão é o mais pobre Estado do Brasil e que não somos a Atenas Brasileira, mas ‘apenas’. Nada de ser fundada por franceses, mas pela oligarquia. Rendeu frutos essa mentira, mas a consequência é que “deu no que deu”: a grande frustração que respira o povo maranhense, enganado no conto do vigário.


52 ideias sobre “Sarney diz que Maranhão caiu “no conto do vigário”

  1. Ontem fui informado por terceiros que o monumento “Canção do Exílio” estava sendo recolocado pela Sinfra, depois de mais de um ano de lutas do Ministério Público. Mas, rasgando a determinação da juíza e do promotor do Patrimônio Cultural, que determinaram que para reposição e restauro da peça, antes, teriam que me comunicar para que eu supervisionasse como autor, conforme reza a lei de direitos autorais. A Sinfra, no estilo desse governo tirano e arrogante, não me comunicou e estava colocando a peça de qualquer jeito, pintada com uma base de tinta cinza, totalmente diferente da cor original, ou seja: violaram a obra completamente, que, inclusive está com a parte superior totalmente arranhada pelo transporte e manuseio descuidado da mesma. Lamentável o Estado ter um governante e uma equipe de analfabetos em relação à cultura e ao valor da arte para a humanidade. (João Everton)

    #sinfra
    #governodomaranhao
    #violacaodedireitos
    #abusodedireitos

  2. Um Lucifer desse … caiu msm , qndo elegeu membros dessa oligarquia DESGRAÇADA pra levar o Maranhao pro CAOS …só mto óleo de peroba, na cara desse que foi o pior presidente indireto do Brasil, a inflação chegou a quase 1000% na época que ele ajudou a acabar com o Brasil…XO SATANÁS , oligarquia DESGRAÇADA nunca mais!!!

  3. Rapaz, já li muitas bobagem que alguns jornaleiros de arake escrevem nestas redes sociais de hoje. Olhem mais este tal de Gilberto Leda, é o mais desenformado de todos, este sim é o bobo da corte, falastrão, puxa saco, desequilibrado cuturalmente, retardado intelectal.vai ser besta assim nos quintos dos infernos.

  4. Sarney, é o filho mais ilustre do Maranhão. Flávio Dino, o maior caloteiro de todos os tempos. Muda Maranhão, nossa bandeira não é vermelha.

    • O maranhense que votar na família Sarney, e porque esta com saudades dos tempos de sofrimento, opressão, fome, falta de escolas, saúde, entre outras merdas que só a família Sarney sabe desempenhar.

  5. Podem desistir! Sua cria, e nenhum membro dela, não irá mais governar o Maranhão. Não adianta tentar ludibriar por mais meio século o povo.

  6. Fala sério! É muita cara de pau. Vai ensinar teus netos a trabalhar carcará, já que teus filhos como você viveram as custas do povo maranhense. Acabou. Nem senado , deputado vocês vão levar. Nem essa tua corja, Lobão e familia, Zé Reinaldo, Roberto Rocha, e tantos outros xô! Volta pro norte que aqui não dá mais.

  7. As […] comunistas estão dando chilique porque Sarney falou a verdade.Que mudança aconteceu nesses quatro anos de FD a não ser perseguiçoes,aumento de impostos,prisões em massa de carros e motos,o que foi mesmo que ele fez?Vão passar oleo de peroba na cara bando de abestados.Voces não sabem que Sarney foi o maior governador do Maranhão e depois Roseana.E ela ta chegando.

    • FLÁVIO NUNCA MAIS! PROMETIA SER A REDENÇÃO DO MA E QUEBROU O ESTADO!!

      NÃO ENCONTRO UMA PESSOA QUE DEFENDA O “CONTO DO VIGARIO” QUE ESTÁ AÍ, QUE NÃO SEJA POR UM ESQUEMA OU UM SUBEMPREGO NO GOVERNO, DADO PELOS COMUNISTAS. AINDA BEM QUE ESTÁ ACABANDO, SÓ FALTAM 5 MESES DE VIGARICE, JANEIRO IRÁ SOPRAR NOVOS ARES NESTE ESTADO.

  8. Olha quem fala o maior vigário da história do Brasil. Coitado não suporta vê que vamos reeleger Flávio Dino dinovo o melhor GOVERNADOR do Brasil

  9. Essa familia metralha por nome sarney ainda nao estao conformda que o tempo deles ja passou .roubaram tudo que podia mas o povo acordou agora eles tentao da maneira mas baixa possive pra ver se consuegue mas uma vez o governo do maranhao. Eles deveria saber que no inferno eles nao precisa de dinheiro chega ja roubaram de mas

  10. Pois é… O Maranhão é o maior exportador de mão de obra sem qualificação que o Estado de Santa Catarina conhece. O litoral de SC está lotado de jovens maranhenses em busca do mínimo para sobreviver. Eles trabalham, e corre na boca de muita gente, que eles tem fama de preguiçosos e de pouca higiene. Deve ser tudo invenção. O maranhense sai do MA por conta dos progressos trazidos pelos Sarney’s… Deve ser o resultado da campanha difamadora do “MARANHÃO, ESTADO MAIS POBRE DO BRASIL”. É isso aí, além de pobre o MA parece ser dominado por mentes pobres, que se elogiam por produção literária que aconteceu no Século XIX. Acorda povo!! Estamos no já adiantado Século XXI e continuam a governar o MA como no Século XIX !!!

  11. Um pústula desse.

    O conto do vigário acabou quando esses cânceres do Estado do Maranhão perderam o DETRAN, CEMAR, CAEMA, e outros órgãos quando Jackson Lago foi eleito de maneira legítima pelo povo maranhense.

    Mas junto com o STF (que é o centro do jeitinho brasileiro), a clã conseguiu expulsá-lo. Desgostoso e decepcionado com a justiça injusta brasileira, faleceu algum tempo depois.

    Mas está acabando a era desses títeres.

    Bigode já está aposentado politicamente (nunca trabalhou na vida),

    A Serpente não se elegerá nunca mais, aposentadoria política à frente (nunca trabalhou na vida),

    João Alberto, Gastão Vieira, Lobão e Ricardo Murad nunca mais se elegerão no Maranhão. Sugiro irem pro Amapá (nunca trabalharam na vida),

    Essa boneca mal feita de Olinda não se reelegerá (filha do Murad) bem como o filho de Zequinha terá que procurar o que fazer até 2022, pois não se reelegerá. Os dois têm mais é que trabalhar pra se aposentarem futuramente, pois a clã será desfeita.

    Zequinha talvez se eleja, mas a partir de 2022 não teremos mais essa cambada na política do Maranhão e de São Luís.

    “ESSES ATRASOS” de um Estado, de toda uma geração e população.

  12. bela abordagem “histórica” e poética do senhor bigode, mas o que me chamou atenção foi o fato de o, patrioligarca ter descido de sua sublime “divindade” para reconhecer que o projeto político do PC do B, aliado a insatisfação pública culminou nos giros dos parafusos dos seus caixões sem direito a portinhola transparente, me faz lembrar algumas palavras de tiranos na iminência da derrota, reconhecerem que perderam, sem perder a pose.

  13. Flávio DINOvo pode falar o que quiser
    Mas Sarney nunca mais
    Sarney morreu junto com os seus correligionários que o sustentavam no interior do Estado os tempos são outros, ainda mais pegando uma pedreira como Flávio DINOVO tchau acabou pode chorar o chôro é livre kkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *