“Corajosa”, dizem deputados sobre magistrada que declarou a inelegibilidade de Flávio Dino

A juíza de Coroatá, Anelise Nogueira Reginato – que declarou a inelegibilidade do governador Flávio Dino (PCdoB) por oito anos por usar programas do governo para garantir votos a seu aliado na cidade, o prefeito Luís Filho (PT), em 2016 -, recebeu ontem (9) a solidariedade de vários deputados de oposição na Assembleia Legislativa.

Depois de divulgada a sentença contrária ao comunista – que atinge, também, o ex-secretário Márcio Jerry (PCdoB), além do prefeito e do vice de Coroatá, respectivamente Luís da Amovelar Filho (PT) e Domingos Alberto (PSB) -, a juíza passou a ser alvo de ataques. Até um perfil no Facebook ela apagou após as intervenções ofensivas de simpatizantes dos comunistas.

Na Assembleia, o primeiro a se manifestar sobre o caso foi o deputado Adriano Sarney (PV). Ele exaltou aquela que considerou “uma decisão corajosa” da magistrada.

“O Maranhão inteiro ficou perplexo com uma decisão corajosa da Justiça, decretando o governador Flávio Dino como inelegível para esta campanha ao Governo do Estado. A decisão, que eu considero acertada, de alguém que respeita a Justiça tanto no Maranhão, como no Brasil, vai além. Ela não apenas impõe como punição a ilegibilidade do governador Flávio Dino, mas ela é clara quando estabelece que o governador Flávio Dino cometeu crimes. Crimes de abuso econômico e político no município de Coroatá durante as eleições municipais daquele ano”, destacou.

Adriano lembrou que, durante a campanha de 2016, ele e outros parlamentares denunciaram na tribuna da Casa o uso da máquina estadual para beneficiar candidatos aliados do Palácios dos Leões, nos mesmos moldes do caso que culminou com a condenação de Dino.

“Eu e outros deputados viemos a esta tribuna, à época, denunciar os abusos cometidos pelo governador durante as eleições municipais daquele ano. Não apenas em Coroatá, mas em São Luís, em Timon e em outras cidades. Assim como até mesmo a prisão de um candidato a prefeito na cidade de Mirinzal, que foi o ex-prefeito Amauri, preso à meia-noite do dia das eleições”, relembrou.

Apoio

O deputado Wellington do Curso (PSDB) fez discurso parecido. Também considerou “corajosa” a decisão judicial e endossou a versão de que, em 2016, houve denúncias de abusos em outros municípios.

“Quão bom é saber que a Justiça é para todos. Ninguém está acima da lei, acima da justiça e acima da ordem. Nem mesmo quem se acha professor de Deus. Eu faço referência no meu pronunciamento à decisão corajosa de uma juíza que compreendeu que o governador Flávio Dino tem usado a máquina pública para captação ilícita de voto”, reiterou o parlamentar, que citou outros casos de uso da máquina em 2016.
“Tudo isso que aconteceu na cidade de Coroatá, senhoras e senhores, também aconteceu em Timon, também aconteceu em São Luís, também aconteceu em vários municípios”, completou.

Edilázio destaca consistência de decisão

O deputado estadual Edilázio Júnior (PSD) também se solidarizou com a juíza. Ele destacou consistência da decisão judicial, a competência da juíza e o histórico incontestável da magistrada no Maranhão.

“Temos aqui de nos solidarizar com uma juíza séria, uma juíza competente que não tem amizades aqui em nosso estado e que chegou ali e cumpriu o seu papel, teve o discernimento e arbítrio para decidir aquilo que achava correto. E assim que a dra. Anelise assinou a decisão, começou a ser atacada, atacada a sua honra, a sua dignidade como magistrada. E aqui ainda não vi, senhor presidente, a Associação dos Magistrados do Estado do Maranhão ou o Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão emitir uma nota sequer a favor da honrada magistrada”, afirmou.

O parlamentar enfatizou que o governador Flávio Dino, logo após a decisão judicial desfavorável, sugeriu interferência política de adversários na sentença. A acusação também atinge a integridade da magistrada.

“O governador Flávio Dino acusa que da decisão os Sarney e os Murad estão por trás, ou que foi uma decisão do Sarney e Murad. Coisa que nada tem a ver com o histórico dessa magistrada”, disse e completou: “o governador Flávio Dino não respeita lei. Não respeita a Constituição. Não respeita o Código Eleitoral. E quando questionado só sabe usar aquela premissa que já foi juiz. E que sabe mais que todo mundo. Então aqui quero deixar minha solidariedade a esta magistrada séria, competente e que mostrou ali o que todos nós vimos, que foi o abuso de poder”, finalizou.


14 ideias sobre ““Corajosa”, dizem deputados sobre magistrada que declarou a inelegibilidade de Flávio Dino

  1. Eu acredito na derrota de Flávio Dino.

    Vários fatores mostram a derrota de Flávio Dino, dentre eles estão:

    Aliados políticos: vários politicos que compunham o grupo de Flávio não estão mais com ele, e não foi por outra coisa, foi exatamente por serem fortes e importantes que foram os primeiros a verem quem realmente é o Flávio e não são poucos, como : Roberto Rocha, Valdir Maranhão, José Reinaldo,Sebastião Madeira, Igo Lago e muitos outros; pessoas cujo o voto e apoio foram importantíssimos para Flávio Ganhar as eleições.

    Agregação, Flávio Dino nesses 4 anos, da campanha passada até agora, não conquistou nenhum eleitor que não fosse seu. Todos que votaram contra ele continuam contra ele, ele não conquistou eleitores nesse período, mostrando um governo que alguém pudesse dizer: É não votei nele mais agora voto.

    Empresários; o Flávio Dino conseguiu simplesmente massacrar essa categoria, os impostos subiram as galáxias e o empresário desceu ao chão.

    Classe humilde, com a falta de programas que realmente viesse a beneficiar os mais necessitados -a maior parte do seu eleitorado- esquecidos e abandonados por ele nesse governo, e mais, o Povo que tinha sua Conta de Energia paga no Governo de Roseana que tinha a conta de água paga hoje pena para somar esse gasto a seu orçamento que é
    mínimo ou às vezes inexistente, o povo que sorria ao receber o talão hoje chora, e o que mais teme é o carro com as escadas.

    Pecuaristas, a quantidade de multas que esse governo buscou através de GTA e penalizou de forma cruel essa categoria, vemos os pecuaristas correndo léguas de distância de Dino.

    Leilões, as apreensões de veículos e os leilões foi uma forma cruel de querer arrecadar, sabemos a obrigatoriedade do IPVA mais a forma feita foi tão negativa que com a proximidade do pleito eleitoral o próprio governador recuou. E disse : não vou prender mais. Então da pra saber que ele havia dito. “prenda e leiloa”.

    Acabou a novidade, no pleito passado Flávio era o Novo, a esperança, o outro lado, o humilde, e falava 24 horas de Oligarquia, atraso e mudança. Hoje nada disso cola mais, cada vez que ele fala a palavra Sarney é um voto que se perde, e mais um que se chateia, e diz : Coisa chata esse homem só fala nisso, além do mais falar Sarney de hoje em diante é marketing para Roseana.

    Demonstração da verdadeira personalidade, o homem que se mostrava, humilde desapegado a coisas matérias, que criticava o luxo que falava da revolta que tinha em ver as pessoas voando de helicóptero, a máscara caiu, de tanto falar em Lagosta parece que ficou fissuardo neste prato especial, ficou mais tempo no helicóptero da Polícia que no Palácio dos Leões. E dizer que não gosta de luxo e de dinheiro quando não tem é fácil. Mais agora fala uma coisa e vive outra. E demonstrou o quanto é Mau, perseguidor, o que fez com a máquina e com a polícia em todas as cidades no pleito municipal em 2016, o quanto perseguiu quem não era do seu lado. Muitas pessoas que votaram em Flávio mais eram em grupos divididos nas eleições municipais hoje tem pavor de Flávio Dino pela perseguição.

    Justiça, o homem que é juiz federal que diz conhecer as leis, por várias vezes teve seu governo acionado na justiça, e agora no pleito, já teve propagandas tiradas da internet por ordem da justiça, vídeo da convenção por ordem da justiça, e agora julgado e condenado em primeira instância. O Homem que conhece a lei mais não a respeita e não a obedece.

    Matemática dos votos. Qualquer cidadão do Maranhão, ” qualquer” pode fazer essa pesquisa, quem não votou Flávio continua não votando. E a cada 10 que votaram no mínimo 3 dizem não votar mais ou seja: Ele perdeu no mínimo 30% dos seus eleitores. Como ele se elegeu com 63 % . 30% de 63% da média de 19. Hoje Flávio não passa de 44% dos votos. Isso hoje. A tendência agora é só perder mais. Pois essa campanha não é mais de promessas e sim de prestação de contas, o governo passado não era de fulano mais sim o dele próprio.
    Tenho esperança da derrota ser no 1° turno.

    Dioni Alves.

  2. Só cego que não vê que Flávio Dinossauro usa e abusa a máquina estadual para baneficiar seu amigos de bandeira vermelha. Essa juíza está de parabéns, ainda bem que ela não é maranhense e sim do Estado do Paraná, é foi a única mulher da turma de juízes na época em que tomou posse e ainda foi a oradora, dizendo que o importante não era usar uma tolga e sim honrar a tolga. Nossa bandeira não é vermelha, muda Maranhão.

  3. NÃO É CORAGEM , É GRATIDÃO . GRATIDÃO PELO EMPREGO DE JUÍZA QUE GANHOU DA OLIGARQUIA , VIA DESEMBARGADORA. EM TROCA , TENTA , SÓ TENTA, VOLTAR O MARANHÃO AO ATRASO. MAS NÃO CONSEGUIRÁ , COM A BENÇA DE DEUS!!

  4. Dep. Edilazio vai tirar uns 90 votos em Tuntum, tem um casal apoiando ele, ta fraco demais os votos pro Dep. Edilazio é só perda de tempo esse casal que se diz líder em Tuntum são fracos demais.

  5. Pingback: EXCLUSIVO! Leia a íntegra da ação por abuso de poder na eleição de Coroatá - Gilberto Léda

  6. Ela é da panelinha deles ela só fez o que foi pedido pelo grupo . Será que deita a cabeça e dorme com a consciência tranquila ? Eu duvido. O remosso a distruira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *