Pesadelo dos números

Da coluna Estado Maior

Os números são o maior pesadelo do governo do PCdoB no Maranhão. Com dados sempre positivos, o governador Flávio Dino mostra aos maranhenses um estado que, na verdade, não existe. É somente um faz de conta produzido por meio de agências de propagandas. Assim ocorreu em áreas como Segurança e Educação.

Um Maranhão bem diferente do discurso comunista foi apresentado em levantamento feito pelo Centro de Lideranças Públicas em parceria com a Tendências Consultoria e a Economist Intelligence Unit, instituto que faz análises econômicas para a revista inglesa The Economist, mostra o Ranking dos Estados do Brasil. O resultado do estudo foi divulgado pela Revista Veja, na sexta-feira, 14. E lá os números do Maranhão não batem com o cenário vendido pelo governo Dino.

O Maranhão ocupa a penúltima colocação no ranking, atrás somente do Acre. A pontuação é pouco maior que 32%, quanto o último colocado tem pontuação pouco superior a 31%.

A nota é calculada com base na média ponderada obtida em 10 pilares, que tem entre elas a solidez fiscal, a educação e a segurança pública. A variação dessa nota é de 0 a 100. Ou seja, o Maranhão não vai nada bem.

São dados que desmontam as peças publicitárias. São números como os do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) – que o Maranhão ocupa a última colocação – e os do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) – que mostram que o governo comunista não alcançou meta, ficando entre os últimos nesta “competição – que acabaram tirando a máscara dos dados festejados por Flávio Dino e seus auxiliares.

43,1 era a pontuação do Maranhão, em 2015, primeiro ano de gestão de Flávio Dino. De lá para cá, o estado na gestão pública caiu de posição três vezes.

Mais dados – E tem áreas em que a nota do Maranhão no Ranking dos Estados foi 0. Na sustentabilidade social, o estado regrediu completamente.

É nessa área que estão os dados sobre a Mortalidade Infantil, cuja nota antes do governo comunista era 73,5 e caiu para 43,9.

Inserção de jovens no mercado de trabalho é pior ainda. Em 2015 a nota nesta área era de 36,3 e agora é de 1,1. Dados assustadores, com toda a certeza.


9 ideias sobre “Pesadelo dos números

  1. O que existe de ruim e atraso no Maranhão é culpa do velho Sarney e de Roseana.
    Não deveriam fazer parte do Maranhão.
    Flávio Dino é quem está melhorando a vida do nosso povo.
    Só quem defende o mal Sarney não enxerga.

  2. Veja isso!!!
    O advogado Daniel Leite conseguiu limpar a ficha do candidato Sebastião Madeira no plantão judiciário da desembargadora Maria das Graças de Castro Duarte Mendes (agravo de instrumento nº 0807423-95.2018.8.10.000), mas o advogado não teve a mesma “sorte” quando tentou limpar a ficha da candidata Rosângela Curado (agravo de instrumento nº 0840997-09.2018.8.10.000).
    Moral da história: fora do plantão judiciário e bem mais complicado!!!

  3. O governo Flávio Dino é incompetente e ideológico, cheio de secretários e dirigentes puxa sacos e incapazes.
    FD como Dilma acha que dinheiro público iria fazer a economia se dinamizar, gastou demais, quase colapsou o estado , teve que saquear recursos da EMAP e do FEPA para não paralizar o governo, e agora está desesperado com medo de perder a eleição.
    O Maranhão continua piorando, como o pior em tudo no Brasil.

  4. Você pode até ter suas razões para criticar o governo vigente, meu caro, no entanto, você não pode negar que o governo atual, tem feito muito mais pela educação e segurança do que o governo desastroso da ex governadora, Roseana Sarney.
    O governo atual, aumentou o número de professores, e também de policiais nesse Estado. O governo passado, não foi capaz nem de controlar rebeliões dentro do presídio de Pedrinhas. Ali todos os meses haviam rebeliões, com até decapitações de encarcerados, o que gerou despesas ao nosso pobre Maranhão, com indenizações a famílias de presidiários. Centenas de ônibus, foram incendiados, com morte de crianças e outras desgraças. O que fez Roseana? Nada! Pra piorar, incendiaram até escolas,. São Luís, havia virado o paraíso das faccões. Hoje ainda temos sim, um número alto de roubos, furtos, etc. No entanto não há como ninguém negar, que pelo menos, Flávio Dino, tem feito algo pra mudar nossa realidade, e é isso que a população quer saber. O resto é choro de gente que não quer enxergar, que não queremos o governo do caos de volta.

  5. O diabo é que tem inocente útil que aplaude o descalabro…. Flávio Dino, se continuar a mandar no Maranhão, vai transformar o já combalido Maranhão em uma “grande João Lisboa” (João Lisboa, miserabilíssimo município do Maranhão onde sua família mandou e manda por dezenas de anos seguidos. O pai dele foi prefeito de lá e é […]. Desafio a qualquer comunista me contradizer).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *