Pinheiro: Centro de Hemodiálise havia sido prometido para dezembro de 2017

A morte de uma idosa de 65 anos, na porta de um hospital estadual em Pinheiro – por falta de hemodiálise (reveja) -, expõe um inconveniente verdade sobre o comando da Secretaria de Estado da Saúde (SES): a atual gestão não consegue efetivamente concluir nos prazos determinados obras que recebeu praticamente prontas.

No caso de Pinheiro, bastava ao governo cumprir o que prometera.

Em meados de 2017, equipes da SES e a da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) visitou obras do Centro de Hemodiálise de São Luís.

Na ocasião, segundo material oficial do Governo do Estado (leia aqui), anunciou-se que em dezembro daquele mesmo ano tanto a unidade de São Luís, quanto as de Pinheiro e São José de Ribamar, estariam prontas.

“Até o final do ano, as cidades de Pinheiro, São José de Ribamar e São Luís contarão com novos Centros de Nefrologia e Hemodiálise”, dizia o Executivo.

Em tom de exaltação, o próprio secretário da Saúde, Carlos Lula, anunciava o fim da “peregrinação de pacientes do interior para a capital”.

“Ao ampliar o número de centros, abrimos vaga no leito de UTI e acabamos com a peregrinação dos pacientes do interior para a capital”, declarou.

Mas não ampliaram nada. E, agora, após a morte da idosa, a SES diz que inaugurará o Centro de Hemodiálise no final deste mês.

Tarde demais. Como também foi tarde demais para aqueles pacientes de Arari, que morreram na estrada, a caminho da hemodiálise em São Luís (relembre).

__________________Leia mais
Base veta pedido de informações sobre centros de hemodiálise
Governo Flávio Dino gastará R$ 820 mil com WhatsApp
JN mostra obras de centros de hemodiálise paralisadas
Andrea diz que Dino paralisou obras de centros de hemodiálise
Pacientes de hemodiálise enfrentam via-crúcis no Maranhão
Morador relata abandono de obra do Centro de Hemodiálise de Pinheiro
Justiça sequestra R$ 1 mi do governo para conclusão de centro de hemodiálise


7 ideias sobre “Pinheiro: Centro de Hemodiálise havia sido prometido para dezembro de 2017

  1. É evidente e notório a falta de gestão, competência e o que é pior, a falta de compromisso com a vida. Fica mais uma vez mostrado e desta vez em rede nacional as inverdades e incoerências sobre a saúde publica do Maranhão.

  2. O.Centro de Hemodiálise de Coroatá também não foi concluído e os pacientes do município estão indo para Caxias. Eu até sugiro que durante a viagem seja oferecido
    aos pacientes um livro do Secretário Carlos Lula que fala bre a saúde..

  3. Cara a partir do momento que coloca um advogado para ser séc.saude. Um professor, consultor como sec. Infraestrutura … E uma recém formada em engenharia para ser chefe da engenharia da sessão … Tá de brincadeira.
    Aí o governo atual qnd era oposição metia o cassete na Roseana … E agora qnd pessoas morrem … Dão um jeito de inaugurar os centros … Agora pergunta … Cm vão pagar esses serviços tão rápidos se o orçamento está fechado? Brincadeira por isso que este país e principalmente o Maranhão não vai para frente.

  4. Não interessa se foi anunciado pra janeiro ou dezembro o que importa é que a obra tá pronta coisa que a Rose engana engana não fez seus imbecis . Se hoje Pinheiro tem um centro de hemodiálise é graças a Flávio Dino o governador que luta pela população. A Rose engana engana passou quase vinte anos no governo não teve coragem de fazer isso o povo ia pra São Luís Agora graças a Flávio Dino isso mudou

  5. Pingback: Andrea cobra de Flávio Dino construção de centros de hemodiálise - Gilberto Léda

  6. Pingback: "Propaganda não salva vida", diz Roseana ao citar morte na porta de hospital - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *