Dino inicia novo mandato com base orgânica de 32 deputados na AL

Se terminou o primeiro mandato – pelo menos até antes da campanha eleitoral – tendo problemas para manter sua base na Assembleia Legislativa mobilizada nas votações mais importantes para o Executivo, o governador Flávio Dino (PCdoB) deve começar o segundo mandato com muito mais tranquilidade.

Considerando-se apenas os aliados ditos orgânicos, o comunista terá, a partir de fevereiro de 2019, nada menos que 32 deputados aliados na Casa.

Entre os dez restantes – são 42 na AL -, estão figuras como Rigo Teles (PV) e Antonio Pereira (DEM), que também devem votar com o governo.

Pará Figueiredo (PSL), Felipe dos Pneus (PRTB), Zé Gentil (PRB) e Roberto Costa (MDB) podem adotar, inicialmente, postura independente.

Restam à oposição, quatro nomes: Adriano Sarney (PV), Wellington do Curso (PSDB), César Pires (PV) e Arnaldo Melo (MDB).


6 ideias sobre “Dino inicia novo mandato com base orgânica de 32 deputados na AL

  1. Aí na Câmara o pessoal faz uma mudança e aqui no Maranhão fazem isso. Querem o bem do brasil mas querem o mal do Maranhão. Parabéns você que não que o Brasil não se torne uma Venezuela mas quer o Maranhão. Parabéns você que elegeu marcio jerry, weverton rocha um cidadão com ficha corrida!!! Que quando começaram a julgar os processos dele inventou um monte de maracutalha para mudar a lei de abuso de autoridade.

  2. e realmente uma votaçao muito grande para o que vivemos no maranhao nao condiz os votos brancos e nulos parecem superar os validos e ese povo tava todo no maranhao com certeza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *