Aluisio articula encontro de deputados do Podemos com Bolsonaro

O deputado federal Aluisio Mendes (PODE/MA) é um dos responsáveis pela articulação de futuro encontro, marcado para a próxima terça-feira (11), entre parlamentares, representantes da equipe de transição e o presidente eleito da República, Jair Bolsonaro. A agenda foi fechada durante reunião da bancada dos 17 deputados da bancada do Podemos na Câmara realizada na quarta-feira (5) em Brasília com o futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Durante o encontro, Aluisio reforçou a defesa que vem fazendo sobre a importância da participação do deputado federal Laudívio Carvalho (PODE/MG) no governo de transição.

Sobre o futuro encontro com Bolsonaro, o deputado afirmou que a união de forças e ideias é fundamental para as medidas que deverão ser aprovadas no Congresso. “Para defendermos avanços e superarmos os atuais desafios precisamos unir forças e ideias, e o Podemos já está fazendo isto. Nossa bancada de deputados e senadores é uma das principais forças políticas de apoio ao governo Bolsonaro e tem as garantias de total participação nas próximas decisões do governo”, afirmou Aluisio.

Após a defesa de Aluisio Mendes à Laudívio Carvalho, o futuro ministro Onyx anunciou que o parlamentar integrará a equipe de transição e, a partir de janeiro do ano que vem, fará parte das articulações diretas entre Casa Civil e deputados. “Fiz a indicação do deputado Laudívio [Carvalho] ao futuro ministro Lorenzoni por se tratar de alguém com bom trânsito entre os demais colegas deputados, por sua experiência parlamentar e por apostar em sua competência na função de interlocutor entre Lorenzoni e os integrantes da Câmara”, disse Aluisio.

Com a participação nas articulações que aproximaram a bancada do partido com a equipe do futuro Governo e com a indicação aceita do colega de parlamento, Aluisio demonstra força política na esfera federal. Há alguns dias, o parlamentar maranhense (como relator do caso) foi fundamental na aprovação do Projeto de Lei 10.004/18 que proíbe o corte de recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP). O Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) foi criado em 2001 (Lei nº 10.201/2001) com o objetivo de apoiar projetos como, compra de equipamentos, treinamento, sistemas de inteligência.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *