Braide explica abstenção em votação: “Mentiras sendo ditas a meu respeito”

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) divulgou um vídeo, hoje (7), no qual explica sua abstenção durante a votação do “Pacote de Maldades” do governador Flávio Dino (PCdoB).

O parlamentar sustenta que, das mais de dez medidas do pacote, pelo menos três podem ser positivas para a população no futuro e que, por isso, absteve-se para não votar contra algum benefício – apesar de ter apresentado emendas para retirar do projeto pontos negativos.

“Várias mentiras têm sido ditas a respeito da minha votação. Na política é preciso coragem para tomar decisões, ainda que elas não sejam compreendidas num primeiro momento. Lutei contra o aumento de impostos quando apresentei e votei as minhas emendas que retiravam os abusos do projeto do governo”, disse. As emendas, contudo, foram rejeitadas pela base governista.

Braide acrescentou que, apesar da abstenção, ainda vai à Justiça para tentar derrubar o aumento de impostos.

“Apesar de toda luta, minhas emendas foram rejeitadas. Das mais de dez medidas do pacote, só três itens podem ter algum benefício a vocês. E aí eu tinha duas opções: votar contra os três únicos itens que podem beneficiar vocês ou fazer o que fiz: registrar abstenção e ir à Justiça para retirar tudo de ruim nesse projeto”, afirmou.

 


5 ideias sobre “Braide explica abstenção em votação: “Mentiras sendo ditas a meu respeito”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *