Injustiça e perseguição na arbitragem

Blog do Zeca Soares

mayronUma grande injustiça está sendo cometida pelo presidente da Comissão de Arbitragem (ceaf), Marcelo Filho com o árbitro Mayron Frederico dos Reis Novais – indiscutivelmente um dos melhores da arbitragem no futebol maranhense e que inclusive integra o quadro de árbitros da Fifa no beach soccer.

É que no mês de dezembro, alegando renovação no quadro nacional de arbitragem, Marcelo Filho filho excluiu da lista enviada à CBF os dois melhores árbitros maranhenses na atualidade: Mayron Frederico e Paulo Sérgio Santos Moreira.

Um dos nomes enviados à CBF foi o de Maycon Nunes que é exatamente filho do presidente da Ceaf, Marcelo Filho. Nós que estamos no futebol sabemos que Maycon é jovem e precisa da oportunidade, mas ainda é verde demais para apitar jogos nacionais e dificilmente apitará jogos na Série B onde está o Sampaio, por exemplo.

Mas vejam só o que está por trás de tudo isso. Essa semana a CBF abriu mais duas novas vagas para o Maranhão e Marcelo Filho não fez a mínima questão de esconder que tem algo pessoal contra Mayron Frederico dos Reis Novais.

Marcelo Filho já teria decidido encaminhar novamente o nome de Paulo Sérgio Santos Moreira que assim como Mayron nem deveria ter sido excluído do quadro nacional, mas para a surpresa de todos decidiu indicar um árbitro inexperiente, de 22 anos que apita jogos em Alto Alegre do Pindaré.

Está mais do que claro que a questão de Marcelo com Mayron é pessoal, por isso a FMF deveria interferir nessa situação. Questões pessoais não devem atrapalhar as questões profissionais.

No caso de Mayron é pura perseguição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *