PT do Maranhão dividido sobre proposta de união com o PSDB

De O Estado

ptO Partido dos Trabalhadores (PT) no Maranhão se dividiu em relação à proposta do governador Flávio Dino (PCdoB), lançada num artigo publicado no dia 30 de dezembro no jornal Folha de S. Paulo, sob o titulo “Só o diálogo salvará o Brasil”, que consiste numa eventual aproximação entre o PT e o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

O deputado estadual Zé Inácio rechaçou a proposta. Já o presidente da executiva estadual da sigla, Raimundo Monteiro, avaliou o pacto como viável, apesar de fazer ponderações em relação a postura adotada por lideranças nacionais do PSDB.

Zé Inácio considerou impossível uma aproximação entre as duas siglas que disputam o comando do país. Ele lembrou que PT e PSDB protagonizaram as disputas políticas dos últimos anos e enfatizou que essa mesma disputa deve se repetir nos próximos anos.

“Os dois partidos representam ideais e projetos de nação antagônicos. É politicamente impossível uma aproximação entre PT e PSDB nos próximos 10 anos”, disse.

O petista ainda criticou a postura do governador Flávio Dino, que no ano passado silenciou a uma proposta de pacto semelhante, pelo Maranhão, lançada pelo deputado federal e ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB).

“Flávio Dino está com a síndrome de Zé Reinaldo. Ou os dois estão certos ou um está mais equivocado que o outro”, disse.

Divergiu – O presidente do PT no Maranhão, contudo, posicionou-se de forma contrária a Zé Inácio. Para Raimundo Monteiro, há sim a possibilidade de aproximação entre as duas legendas no plano nacional, desde que o objetivo seja, tão somente, a superação da crise político, econômica e social do país.

“Se houver interesse do PSDB e responsabilidade para melhorar o país, retirar o país dessa crise política, não vejo problema nenhum. É até importante se houver essa possiblidade”, disse.

Apesar de se posicionar favorável a proposta de Dino, Monteiro ponderou que há a necessidade de mudança de postura por parte de lideranças nacionais do PSDB.

“Acho complicado, no entanto, posicionamentos como o do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em recente entrevista, de que a presidente [Dilma Rousseff] vai cair por si só. A proposta do governador é louvável, mas a gente não enxerga o mesmo gesto por parte das lideranças do PSDB”, finalizou.

7 ideias sobre “PT do Maranhão dividido sobre proposta de união com o PSDB

  1. O PT no Brasil e no Maranhão é um amontoado de lunáticos, incompetentes e presos a dogmas ultrapassados e centenários como luta de classes e antipatia ao capitalismo.
    O desastre dos 13 anos de desgoverno incompetente e corrupto do PT no Brasil que levou nosso país a uma crise moral e financeira sem precedentes, é a prova que estes imbecis precisam ir para o inferno urgentemente.
    Muitos irão para o inferno das penitenciárias em breve.

  2. Qualquer conversa com PT,pra começar é,exigir que o partido DESMONTE toda a estrutura que fez na máquina estatal.O chefe do INSS de um pequeno município brasileiro,é cumpanheiro.Conversar,com a máquina toda na mão NÃO!!

  3. Tolos serão os líderes do PSDB se acatarem essa idéia, pois esta interessa apenas ao PT que, neste ano, junto com o PMDB e provavelmente o PP, serão responsabilizados pela Operação Lava Jato, com altíssimas multas e inclusive com o risco de terem seus registros cassados pela Justiça, dada a liderança exercida nos esquemas de corrupção em campanhas eleitorais, Petrobrás e demais entidades federais.

  4. Em quase 55 anos de vida, já ouvi muita coisa.. algumas absurdas, outras coerentes…. mas essa notícia me choca!
    Uma aproximação do PSDB com o PT, apenas confirmaria várias acusações que circulam pela internet (e que eu tenho me recusado a acreditar na veracidade), coisas como um suposto “Pacto de Princeton”, ligações de amizade entre FHC e o molusco cachaceiro, a recusa de Aécio Neves em se aproximar da direita para derrubas os petralhas…
    Não sou filiado ao PSDB, porque me considero mais à direita, mas pelo menos o PSDB tem sido uma opção coerente contra os desmandos petralhas!
    Se isso ocorrer, aí sim, passo a desacreditar de vez, dos políticos desse país!

  5. Como pode um deputado ( no caso, José Inácio ) não saber a arte da política. Flávio Dino é sabedor que esse entendimento que tanto o país precisa é impossível de acontecer. Na realidade, foi um discurso do petista “travestido de comunista” para o país, porém com teor provinciano; é que – esperto como é, Dino acomoda hoje no seu governo – dentre outras siglas, o PT e o PSDB , e na preocupação de não haver uma implosão até 2017 ( ano de sua reeleição )-, busca uma TOLERÂNCIA ENTRE TUCANOS E PETISTAS NO MARANHÃO. É aquela estória: “atirou no coelho mirando o veado”. Agora não sei se Flávio sabe, mas o seu suposto segundo governo será DE PURO DESCONTROLE POLÍTICO, protagonizado – principalmente – pela ofensiva do PDT no estado, e pelo inevitável o afastamento do PSDB devido a disputa nacional. A COISA É COMPLICADÍSSIMA para o atual governador do Maranhão a partir de 2018, independentemente do que venha a acontecer eleitoralmente.

    (…) Bem; se é que podemos comparar, Sarney construiu o seu grupo político. Já Flávio Dino, juntou cobras; raposas; traíras e outros bichos – e os pôs NA COVA DOS LEÕES. Ou seja, Flávio detém o Poder; mas não exerce o controle sobre o “seu” suposto (ou imposto) grupo.

    RESUMINDO: FLÁVIO NÃO VEIO PRA FICAR; É que Dino não é tão forte assim – APENAS JUNTOU “FORÇAS CONTRÁRIAS QUE NÃO SE ATRAEM”. Hein !!!

    Marco Antonio Carvalho Diniz

  6. Com o PT desgastado moralmente e politicamente não considero inteligente ninguém fazer aliança com ele. Quero ver durante a campanha eleitoral para prefeito quantos candidatos ainda ancorarão na imagem de Dilma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *