De volta à Série B, Sampaio Correa estreia nesta sexta contra o Paraná Clube, no Castelão

Do Imirante.com

SÃO LUÍS – Foram 11 anos, cinco meses e seis dias de espera. Desde o dia 12 de novembro de 2002, quando se despediu do Campeonato Brasileiro Série B após a derrota por 2 a 0 para o Americano (RJ), no estádio Godofredo Cruz, o torcedor do Sampaio Corrêa Futebol Clube sonhava com o retorno da equipe às principais divisões do futebol brasileiro. Depois de muitos esforços, recompensados com uma conquista invicta da Série D e de um vice-campeonato da Série C, o desejo dos tricolores se tornou realidade: nesta sexta-feira (18), o Sampaio dá o primeiro dos seus 38 passos na disputa do Campeonato Brasileiro Série B contra o Paraná Clube. A partida terá início às 19h30, no estádio Castelão, e terá transmissão ‘minuto a minuto’ no Imirante Esporte. A rádio Mirante AM também acompanhará, ao vivo, todas as emoções da estreia do Bolivão na Segundona.

Embalado pelo ótimo desempenho nas duas últimas edições de Campeonato Brasileiro que disputou, onde não só conquistou o acesso, mas também brigou pelo título, o Sampaio agora terá uma competição bem diferente a disputar. Considerada por muitos uma verdadeira corrida de resistência, a Série B será realizada até o final de novembro e não conta com os tradicionais ‘mata-matas’, onde o Bolivão se destacou com bons resultados como mandante e triunfos preciosos como visitante. Na Segundona, a regularidade cobrará um preço maior dos tricolores, que garantem estar prontos: a base vencedora das últimas temporadas foi mantida e o desempenho em 2014 está dentro das expectativas, com direito a um título maranhense conquistado de forma antecipada sobre o rival Moto Club e a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil.

No primeiro duelo pela Série B, o técnico Flávio Araújo terá a maior parte do time considerado titular, mas sofre com desfalques justamente no setor mais forte da equipe: a defesa. Sem contar com o lateral Tote e os zagueiros Mimica e Paulo Sérgio, o Sampaio testará uma dupla de zaga que atuou junta apenas em treinamentos, formada pelo jovem Alex e pelo recém-chegado Edimar. Do meio para frente, porém, nenhum desfalque e esperanças depositadas no atacante Edgar, que fez quatro gols nos últimos três jogos e voltou a apresentar o futebol que o tornou um dos ‘xodós’ da sempre exigente torcida boliviana.

CNJ julgará denúncia contra viagem de magistrados do MA para curso em Orlando (EUA)

Do blog do Buzar

O Conselho Nacional de Justiça poderá submeter à apreciação do plenário um volumoso processo que tem tudo a ver com o Tribunal de Justiça do Maranhão.

Trata-se de denúncia segunda a qual o TJ teria praticado despesas irregulares com passagens aéreas e diárias para 31 juízes, 2 desembargadores e 3 servidores.

Essas despesas seriam destinadas à participação de magistrados e serventuários da Justiça em cursos de segurança pessoal realizados na Flórida, nos Estados Unidos.

EM TEMPO: Em contato com o titular do blog, a assessoria do desembargador Raimundo Melo informou que, apesar de convidado (por isso no nome dele aparece em uma das listagens abaixo), o magistrado não viajou para o curso em Orlando.

_________________Leia mais

Magistrados viajam para curso em Orlando; sindicato pede providência do CNJ

TJ já mandou segunda turma de juízes e desembargadores para os EUA

EXCLUSIVO! Veja 2ª lista de magistrados que viajaram para curso em Orlando

Constrangido, PCdoB esconde apoio ao PSDB em site oficial

vermelho

Imagem do Portal Vermelho capturada às 18h39 de ontem (17)

Dois dias depois de o pré-candidato do PCdoB ao Governo do Maranhão, Flávio Dino, pedir a benção do tucano Aécio Neves para ter apoio do PSDB no estado, não há qualquer referência à reunião dos dois pré-candidatos em Brasília na página inicial do site oficial dos comunistas.

Na aba “Maranhão” do Portal Vermelho – “uma página mantida e gerida pela Associação Vermelho, entidade sem fins lucrativos, em convênio com o Partido Comunista do Brasil – PCdoB”, segundo informa o expediente do sítio – a notícia em destaque, pelo menos até 18h39 de ontem (17), ainda era o tal ato de petistas em prol de Flávio Dino, ocorrido no sábado (12).

Apoio do PSDB? Nada além de uma nota escondida na aba “Mais”, abaixo de todas as matérias consideradas mais importantes.

A única referência aos tucanos na “capa” vem de forma tímida, constrangida mesmo, numa matéria na qual o presidente estadual do partido, Márcio Jerry, tece comentários sobre a formação de uma “frente do tamanho do desejo de mudança”.

Outra curiosidade: em editorial na mesma página, o Portal Vermelho exalta pronunciamento da Comissão Política Nacional do Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

“O pronunciamento da direção comunista é uma peça política que ajuda a construir a contraofensiva das forças progressistas, indispensável para enfrentar o jogo sujo da oposição conservadora e neoliberal e sua estratégia de desestabilização do país”, diz.

Por “oposição conservadora e neoliberal”, entenda-se PSDB e afins…

É… dá pra entender o constrangimento.

Escritor Gabriel García Márquez morre aos 87 anos

Do Globo.com

putasMorreu o escritor colombiano Gabriel García Márquez, aos 87 anos, informou o perfil oficial do autor no Facebook nesta quinta-feira (17). A notícia foi confirmada por uma fonte próxima ao escritor, à agência Associated Press.

Ele ficou internado com pneumonia e infecção respiratória na Cidade do México, onde morava, entre o fim de março e início de abril. Ele estava em casa e lutava contra um câncer linfático desde 1999.

Em julho de 2012, o mais novo de seus dez irmãos, Jaime García Márquez, revelou que o autor sofria de demência senil “há alguns anos” e que estava lutando contra a perda de memória.

O escritor era casado com Mercedes Barcha Pardo desde 1958. Eles tiveram dois filhos: Rodrigo, que nasceu em 1959, e Gonzalo, nascido em 1962.

Senado: Roberto Rocha pode dividir votos da oposição com João Castelo

dino_casteloA confirmação feita pela deputada Gardênia Castelo (PSDB) – em entrevista concedida ontem (16) ao jornalista Ronaldo Rocha – de que o ex-prefeito João Castelo (PSDB) deve mesmo ser candidato a senador deixou o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha (PSB), com as barbas de molho.

Candidato único da oposição dinisita até o início desta semana, ele pode ter um concorrente de peso dentro do próprio grupo que o “ungiu” há pouco mais de um mês.

A montagem do quebra-cabeças é a seguinte: com o PSDB compondo o mesmo grupo que escolheu Roberto Rocha, em tese, nada impede que os tucanos lancem também o seu candidato. E isso independe dos outros arranjos dentro da chapa.

Para isso, defendem especialistas consultados pelo blog, basta que o PSDB coligue-se com PCdoB, PSB e demais partidos oposicionistas apenas para a escolha do candidato a governadora. E atue livre na disputa pelo Senado – ou coligado com quem queira apoiar seu candidato.

É claro que o próprio Flávio Dino, inimigo pessoal de Castelo, não estimulará a candidatura. Mas também não pode fazer nada para vetá-la.

E se o que Gardeninha diz sobre a intenção do pai é verdade, só resta a Roberto Rocha lamentar. Porque na eleição para senador não há 2º turno. E ele terá que dividir seus votos com o tucano.

Agora é Lula/Dilma x Aécio Neves no Maranhão

edinho_dinoAliados do pré-candidato do PCdoB ao Governo do Estado, Flávio Dino, andam preocupados depois que ele oficializou a proposta de adesão do PSDB ao seu projeto de candidatura.

A imagem do comunista com o presidenciável Aécio Neves (PSDB), contrastando com a da reunião entre Edison Lobão Filho (PMDB) e o ex-presidente Lula (PT), é capaz, acreditam oposicionistas ouvidos pelo blog, de provocar estragos irreparáveis à campanha dinista.

Com o movimento de aproximação dos tucanos, Dino traz para o âmbito local uma “guerra” que é nacional entre o PT e o PSDB. E fatalmente levará os eleitores maranhenses a ter de escolher entre votar em Lula e Dilma, ou em Aécio Neves – mesmo que aqui os candidatos sejam Lobão Filho e Flávio Dino.

Em entrevista ao portal Brasil 247, a professora universitária Berenice Gomes, dirigente nacional do PT, resumiu bem o novo cenário a partir da aliança dos comunistas com o PSDB.

“Não é a primeira vez que o PCdoB no Maranhão confunde a sua análise política. Ao invés de adotar a dialética como método, faz uso da forma pragmática ao considerar o projeto local acima do interesse nacional. A questão agora deixa de ser local e tornou-se nacional, à medida que o candidato do PCdoB trouxe para a cena o apoio do Aécio Neves, adversário do PT e do projeto nacional dos setores progressistas. [...] A máscara de bom moço do Flávio Dino caiu no dia 15 de abril com o encontro dele com Aécio Neves e a direção nacional do PSDB. E mais: após esta divulgação ele, se pôs a atacar o PT nas redes sociais tentando justificar uma escolha que ele já vinha construindo”, relatou.

PT quer indicar vice do PDT se houver rompimento

A possibilidade real de o PCdoB trair o PDT e garantir ao PSDB a indicação de um candidato a vice-governador na chapa de Flávio Dino tem agitado os bastidores da política local

Sabedores de que a oficialização da aliança com dos tucanos com os comunistas faz crescer entre os pedetistas o desejo por um rompimento, lideranças do Partido dos Trabalhadores (PT) já andaram procurando a legenda com uma proposta: topam indicar um vice caso o PDT lance mesmo um candidato próprio.

O nome mais cotado no PDT é o do ex-prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo. Ontem (16) ele reafirmou a intenção de disputar o cargo de governador, caso o PCdoB não cumpra o que prometeu.

Weverton Rocha e Julião Amin, principais líderes do PDT atualmente, ainda tentam contemporizar. Acreditam que Dino cumprirá o acordo.

E o PT apenas observa. De olho nas possibilidades…

Lobão Filho recebe apoio de Luis Fernando, em Brasília

(Foto: Biman Prado/O Estado)

(Foto: Biman Prado/O Estado)

O senador Edison Lobão Filho (PMDB) confirmou ontem que o ex-secretário de Estado da Infraestrutura e ex-pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, Luis Fernando Silva, declarou apoio a sua pré-candidatura e mostrou-se disposto a atuar na campanha assim que a candidatura for confirmada em convenção.

Lobão Filho foi convidado para representar o grupo comandado pela governadora Roseana Sarney (PMDB) na eleição deste ano justamente após a desistência do ex-auxiliar da governadora. E garante que a relação entre os dois será de colaboração.

De acordo com o pré-candidato peemedebista, durante a reunião com Luis Fernando, que ocorreu em Brasília, na residência do senador, o ex-secretário de Estado deu alguns detalhes sobre a rede de apoios que já havia construído no Maranhão para viabilizar sua candidatura e fez colocações sobre a escolha de Lobão Filho.

luis fernando2“A reunião foi ótima. O Luis Fernando está animado, está tranqüilo. Ele me explicou as razões de ter saído. Tivemos uma conversa longa sobre todos os contatos que ele fez nesse um ano e tanto que ele foi candidato e ele está convicto de que eu fui uma escolha excelente do grupo. Acha que realmente eu tenho condições de vencer a eleição e está pronto para ajudar no que for necessário”, declarou.

O senador acrescentou que Luis Fernando revelou a ele não ter interesse em candidatar-se a nenhum outro cargo nas eleições deste ano e que está disposto a colaborar com a coordenação de campanha peemedebista.

“Ele disse que não quer ser absolutamente candidato a nenhum cargo eletivo e está pronto para lutar comigo no Executivo se eu ganhar e está à minha disposição a qualquer momento, a qualquer minuto”, completou.

Preocupação

Lobão Filho externou também uma preocupação que Luis Fernando tem demonstrado em conversas reservadas com aliados, após a abdicação da pré-candidatura.

Segundo o senador, o ex-secretário temia que muitos dos seus aliados e apoiadores rejeitassem um substituto, por achar que ele houvesse sido vetado em detrimento de um novo nome que representasse o grupo na eleição deste ano.

“Ele teve realmente grandes demonstrações de carinho, e ficou preocupado de as pessoas pensarem quem eu o estava tirando da disputa e por isso tratou de esclarecer a todos quantos pôde que em primeiro lugar veio a desistência dele e, depois, veio a minha escolha”, esclareceu.

(As informações são de O Estado)