Gabriel Chalita disputa Ministério da Educação com Gastão

Já é dado como certo em Brasília que o Ministério da Educação não deva mais ficar com PT. O atual ministro, Fernando Haddad, vai deixar o cargo em janeiro e, na disputa pela vaga, além de Gastão Vieira (PMDB) – como noticiado aqui quinta-feira (4) – está o educador Gabriel Chalita (PSB).

Gabriel Chalita é educador e escritor

Ex-secretário de Educação de São Paulo, Chalita é vereador, mas foi recém-eleito deputado federal pelo estado de São Paulo. Ele foi o campeão de votos do PSB em todo o país entres os deputados federais, com mais de 560 mil votos.

Depois da divulgação de que Gastão será o indicado da governadora Roseana Sarney (PMDB) para a pasta, fontes do blog entraram em contato para informar que, ainda ontem, em reunião da executiva nacional do PSB na capital federal, Chalita foi apontado dentro da legenda como possível nome para a Educação.

Começa a esquentar a briga.


0 pensou em “Gabriel Chalita disputa Ministério da Educação com Gastão

  1. Que orgulho ter o professor Gabriel Chalita como Ministro da Educação! Precisamos de políticos assim: honestos, íntegros, inteligentes, preparados e humanos (que se preocupam com valores morais). Estou torcendo para tudo dar certo.

    • Veja bem que não afirmo que será um, ou outro, o ministro. Afirmo apenas que serão as indicações dos respectivos partidos – Gabriel Chalita pelo PSB, Gastão Vieira pelo PMDB. Este último com a vantagem de ser indicado pela governadora Roseana Sarney (PMDB), uma das que mais trabalharam pela eleição de Dilma Roussef.
      Grato pela participação.

  2. Gabriel Chalita é aquele que vai sustentar a educação.O Brasil necessita de um cidadão como este MINISTRANDO o presente e o futuro dos nossos pequenos e futuros grandes homens.

  3. Vou torcer para que o professor Gabriel Chalita seja o escolhido para a pasta da Educação. Além de sua competência técnica, tem COMPROMISSO com a causa da Educação.
    A Educação dará um salto de qualidade com certeza.
    Sonho ainda que um dia seremos nós os educadores, a indicar que nos represente no MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

  4. Na reunião da executiva nacional do PSB não houve discussão sobre cargos no futuro governo Dilma. Somente foram discutidos pontos sobre atuação no congresso nacional e o papel dos governadores no crescimento do partido nacionalmente.

  5. Estou na torcida para o Gabriel Chalita, pois em seu mandato como secretário da educação em São Paulo ele fez um trabalho maravilhoso como a Escola da família e escola de tempo integral.Precisamos de alguém apaixonado pela educação como ele.

  6. Sou mais uma na torcida para que Gabriel Chalita seja indicado a Ministro da Educação. Estamos cansados de ver a educação ser tratada apenas como mais um gabinete para alguém se promover. Nada contra Fernando Haddad, mas acredito que alguém com os valores morais, éticos e cristãos de Gabriel Chalita fará mais pela educação do país. E, tal qual Irene Bechman, também sonho com o dia que nós, EDUCADORES indicaremos quem nos representará no Ministério da Educação.

  7. Chalita se aceitar tenho certeza que fará uma excelente gestão no ministério da educação, as pessoas às vezes confundem apoio político com apoios de todas as ideias, não votei em Dilma pela razão de muitos católicos, porque fiquei na duvida se ela estivesse de acordo com o projeto que apoia o aborto, mas minha surpresa maior foi ver que o Serra foi apoiada por pessoas como a Mayara, que mostra que é capaz de matar e por cima incentivar outros a matar quem eles nem conhecem, será que isso também não é contra os princípios de Deus? Matar um nordestino é crime menor? Não sabia que só o nordeste recebe bolsa família? É uma pena que existam pessoas que pensa que matar um ser humano é correto e por motivo tão pequeno, por uma escolha de candidato, só é errado permitir que a mulher escolha se ela deve ou não fazer, acho os dois cometem os mesmo pecado. Por mim os deveria ser condenado. Não votei na Dilma, mas hoje me arrependo, e rezo todos os dias para que Deus a ilumine e não permita que ela faça nada que vá contra os princípios dele(Deus).