“Não esperávamos outra coisa”, diz prefeito sobre apoio de Lisboa a Zé Mário

A notícia de que o presidente da FAMEM, Raimundo Lisboa, declarou apoio ao prefeito de São João dos Patos (PMDB), Zé Mário, não causou surpresa aos líderes da chapa do seu concorrente, o prefeito Junior Marreca (PV), de Itapecuru.

Conforme conta ao blog fonte de alto coturno, o voto de Lisboa sequer era contabilizado pelos marrequistas.

“Não esperávamos outra coisa, porque já percebia uma aproximação. Na verdade, nas nossas estimativas, nunca contamos com esse voto”, garantiu a fonte do blog.

De fato, como comprova lista a que o blog teve acesso há duas semanas, o voto de Raimundo Lisboa era considerado como indefinido (veja reprodução abaixo) pelos aliados do candidato verde.

A legenda no final do documento – elaborado, segundo o interlocutor que nos disponibilizou a lista, por aliados próximos do prefeito de Itapecuru – aponta que os nomes em verde são de prefeitos que votam em Marreca; vermelhos são os prefeitos que apóiam Zé Mário; os indefinidos estão identificados em amarelo, como é o caso de Lisboa.

De acordo com essa contagem, Marreca venceria as eleições com 143 votos, contra 30 (contando o voto de Lisboa) do prefeito Zé Mário.

A lista é bem ampla – com a estimativa de votos de todo o estado – e contém dados confidenciais dos prefeitos, retirados da imagem reproduzida aqui para preservar a intimidade de todos.


0 pensou em ““Não esperávamos outra coisa”, diz prefeito sobre apoio de Lisboa a Zé Mário

  1. Caro Gilberto, o atual presidente da FAMEM, Raimundo Lisboa, não dá murro em ponta de faca. Como pode, ele [Lisboa] apoiar a candidatura do prefeito de São João dos Patos, José Mário, enquanto o filho adotivo dele, Calil (que é o faz tudo da instituição), e o chefe de gabinete da FAMEM, Marcelo, apoiarem e trabalharem incansavelmente na candidatura do Junior Marreco? Tem algo estranho no ar! Na realidade, o presidente Lisboa está apoiando os dois candidatos veladamente.É fato!