Manobra na Câmara: PMDB agora quer disputar 1ª Secretaria para minar Gastão Vieira

Gastão Vieira: eu considero isso um golpe

O lançamento da candidatura do deputado federal Gastão Vieira (PMDB-MA) ao cargo de 1º vice-presidente da Câmara dos Deputados e o fato de que a candidata dos caciques do partido, Rose de Freitas (PMDB-ES), não emplaca, levaram o PMDB a uma medida drástica.

O partido já trabalha nos bastidores a idéia de trocar a 1ª Vice-Presidência pela 1ª Secretaria. O objetivo seria minar os concorrentes, que já fizeram material de campanha e teriam apenas dois dias para trabalhar a luta pelo novo cargo.

Além disso, o líder do partido, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), seria o candidato, diminuindo bastante as chances dos demais colegas. Para isso, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) seria transformado em líder da bancada peemedebista.

Gastão Vieira considera a manobra “um golpe”, mas ressalta que ela demonstra que a candidatura dele tem força no plenário.

“Estão puxando o tapete. Eu considero isso um golpe do partido, mas, por outro lado, mostra a força que nossa candidatura ganhou”, declarou ao blog na tarde desta sexta-feira (28).

Para o deputado, além de trazer problemas internos, a medida do PMDB pode complicar, inclusive, o governo Dilma. Ele explica que, desistindo da 1ª Vice, o partido abre caminho para o PSDB indicar o novo ocupante do cargo, que seria Eduardo Gomes (PSDB-TO).

Apesar disso, Gastão diz que permanece na disputa. “Não digo que não disputo o cargo [de 1º secretário], mas não é o que me atrai”, completou.


0 pensou em “Manobra na Câmara: PMDB agora quer disputar 1ª Secretaria para minar Gastão Vieira