Roseana e Castelo: amor de Carnaval?

Roseana e Castelo no carnaval de São Luís

Mais do que a foto que ilustra este post, o que mostra a maturidade política e a real tentativa de aproximação entre a governadora Roseana Sarney (PMDB) e o prefeito João Castelo (PSDB) é a declaração da peemedebista sobre o carnaval de São Luís.

“Nós estamos reerguendo outra vez o Carnaval maranhense e acredito que é um sucesso porque todas as pessoas gostam e brincam com a família em paz, sem nenhum problema. É a alegria do maranhense, blocos, cores, vibração, música, tambores e tribos de índios”, disse a governadora, referindo-se a ela e ao prefeito.

Castelo e Roseana têm sido praticamente forçados – por imprensa e classe política – a realizar uma parceria, no mínimo institucional, em prol de São Luís.

A idéia é fazê-los unir esforços para tratar de problemas que a Prefeitura, sozinha, já mostrou que não dá conta de resolver.

De ambos os lados sempre houve resistências, que parecem um pouco diluídas durante o reinado de Momo.

É esperar que isso não seja apenas amor de Carnaval.


0 pensou em “Roseana e Castelo: amor de Carnaval?

  1. tá na cara que é amor. Depois de usar o PT pra se eleger ela agora tá se aproximando de onde ela nunca deveria ter saido. Dos DEMOS-TUCANOS. È é farinha do mesmo saco do castelo. Bem empregado pros petistas. Agorá é engolir a traição e bola pra frente. 2012, Flávio Prefeito e Bira do Pindaré vice, 2014 Flavio Governador. Vamos dar o troco nesse bando de trairas que querem destruir o PT

    • Será que o Flávio emplaca essa candidatura? Tem muita gente que não quer. E tem mais: Bira vice vai ser difícil, com Marcelo Tavares, José Reinaldo e José Antônio Almeida dominando o PSB. Grato pela participação.

  2. Vejo esta foto com outros olhos, vejo simplesmente o descaso do governo frente as agruras do povo do Maranhão, enquanto milhares vivem desabrigados ela festeja, mas é compreensível afinal de contas não estamos em ano de eleições para ela trazer o presidente para sobrevoar as áreas desastradas como fez anteriormente…
    É cômodo ser governo, é duro ser oposição, mas até hoje não me arrependo de viver na dureza…

  3. “AMOR DE CARNAVAL DESAPARECE NA FUMAÇA, SAUDADE É COISA QUE DÁ E PASSA”. (DO CANCIONEIRO POPULAR)

  4. Pelo visto Tadeu Palácio que tem fortes pretenções de voltar a ser prefeito vai ficar só chupando dedo, pelo andar da carruagem é isso que vai acontecer.

  5. A política maranhense tem de tudo o que possamos imaginar, Castelo e Roseana só prejudicam a população ludovicense

  6. Eu não o sigo longe de mim, mas infelizmente as repercussões sobre seus atos nada recomendáveis quando são notícia sujeito-me a ler.
    Rerretificando, me referia a visita que o Lula fez aqui, por isso disse presidente, pois na campanha eleitoral ele ainda era o presidente…Quanto a presidenta fazia referencia a discussão da Marta Suplicy com o Sarnei, onde ele querendo dar uma de mui polido disse que valia as duas formas…Explicado…rs

  7. São Luis necessita de bom senso, bom senso de seus governantes que ao contrario do que alardeiam a cada eleição coloca seus interesses pessoais a frente de seus governados. Temos hoje uma ilha cercada de problemas por todos os lados, ruas intrasitáveis, avenidas com as vidas úteis vencidas, escolas lotadas e em péssimas condições, hospitais de guerra, lotados e sem condições dignas de atendimento, não há saúde preventiva, não há segurança de qualidade, vivemos trancados em casa, esperando o sorteio para ver quem espera o marginal primeiro, presídios lotados, verdadeiras fabricas de mais e mais marginais, e enquanto isso nossos governantes preocupados quem vai apoiar quem em 2012, 2014, quem pode atrapalhar a vida de política de quem, quem pode ser uma nova liderança e fazer sombra e etc.
    Pois bem é hora de pensar além do próprio umbigo, lembrar que o povo cada vez mais está aprendendo a votar e sabendo diferençar o joio do trigo, temos a principio um prefeito e uma governadora empreendedores, pelo menos é o que mostra as suas administrações passadas, temos um prefeito que quer se reeleger e uma governadora que quer fazer o melhor governo de sua vida, seria ótimo juntar a fome e a vontade de comer.
    Na infra-estrutura temos um prefeito que quer ampliar a litorânea até o Olho D´agua, fazer dois viadutos, Calhau e Forquilha, fazer uma avenida que liga a Ponta D´areia ao Angelim, quer asfaltar mais de 200 kms de vias em diversos bairros e para isso busca ajuda do PAC II, no governo federal, temos ainda uma governadora que quer fazer a Ponte quarto centenário que ligaria a Ponta D´areia ao centro e logo a seguir ao anjo da guarda, a via expressa que ligaria a Bandeira Tribuzi ao Maranhão Novo, uma nova avenida do aeroporto até o Araçagy passando por três municípios dentro da ilha, duplicar a BR 135 até Miranda, um novo porto em Bacabeira, o quebra mar da ponta D´areia e muito mais que não me recordo no momento ou que não foi divulgado por qualquer um dos dois governantes.
    Na Educação, o governante municipal necessita informatizar a matricula semelhante ao que fez o estado, acabar com os puxadinhos e ampliar o numero de vagas, talvez centralizando mais as escolas, tornado-as maiores e com mais salas ao invés de dezenas de escolas com até 06 salas apenas, já o estado necessita oferecer merenda e farda a seus alunos, fazer a matricula em conjunto com o município socializando as vagas, e suas respectivas secretárias de educação passar a ser unha e carne, oferecer mais vagas noturnas e ensino profissionalizante de qualidade.
    Na saúde o maior esforço deve vir do estado, ele tem que ajudar o município a fazer saúde de qualidade, pois neste ponto o estado nada tem feito de pratico a não ser alguns hospitais que não funcionam a contento, teria que radicalizar, construir três grandes hospitais considerados de alta complexidade, com mais de 1.200 leitos no total, abrangendo cada um especialidades em que falta vagas na capital, triplicando o numero de leitos de UTI disponíveis, inclusive o município diz ter condições de iniciar um destes hospitais, basta para isso ter as licenças necessárias.
    Na segurança obrigação constitucional somente do estado, merece mais atenção aos detalhes, estamos em uma ilha, com entradas e saídas reduzidas e que seriam facilmente controladas, necessitamos ampliar o número de viaturas, sinalizá-las corretamente, mas que nada adiantam se não aumentar o numero de policiais, temos a menor relação policial/cidadão do Brasil, e não estamos usando o poder das comunicações, da informática e da inteligência artificial a nosso favor, a impressão que se tem que planejamento e execução e excelência somente dos marginais, estes nota dez em aproveitamento. Cabe ao município ampliar a guarda municipal e a mesma ter poder de policia em convênio com a PM, semelhante a São Paulo, a guarda poderia ser confiada, por exemplo, o policiamento do centro e alguns logradouros densamente visitados, claro sempre com a supervisão da PM.
    Isso tudo aí de cima pode e deve ser feito nos próximos dois a quatro anos, e muito pouco tempo para muito que se tem para fazer, dezenas de ações não enumeradas na agricultura, na ação social, na ciência e tecnologia, na indústria e comercio, ou em qualquer uma das 34 secretarias, que mais parecem cabides de emprego, semelhante ao que foi feito na Cultura, mais precisamente agora no Carnaval em que os dois governantes foram vistos juntos e que todos os jornais alardearam como algo inédito, o que deveria ser algo normal, ou melhor, deveriam ser vistos juntos diariamente, independente de quem vai apoiar quem em 2012 e 2014. Infelizmente esta não é a lógica da política, mas deveria ser, pois é isto que vai nortear meu voto nestas datas, ou seja, quero um governante que pense em mim, em meu bairro, em minha cidade, em meu estado e por ultimo em si próprio.

  8. Vcs deveriam era ajudar na aproximação dos dois pois só nos maranhenses ganharíamos com isso e pelo menos uma vez a prefeitura e o governo iriam trabalhar com parceria só assim só assim para a capital desenvolver muito mais rápido!