SINPROESEMMA vai ao STJ contra decisão que tornou greve ilegal

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (SINPROESEMMA) deve dar entrada, nesta terça-feira (22), em recurso no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra decisão do desembargador Marcelo Carvalho, do Tribunal de Justiça do Maranhão, que considerou ilegal a greve dos professores da Rede Pública Estadual de Ensino.

A decisão foi tomada em reunião da diretoria do Sindicato na última sexta-feira (17).

Os professores do Estado estão em greve desde o dia 1º de março. Eles reivindicam reajuste imediato nos salários e implantação do Estatuto do Educador.

O Governo do Estado oferece aumento a partir de outubro e envio do Estatuto para a Assembléia Legislativa.


0 pensou em “SINPROESEMMA vai ao STJ contra decisão que tornou greve ilegal

  1. Justiça que julga precipitadamente, tem-se que apelar mesmo, ainda tem STF, tudo que se tem direito.