João Castelo dá um nó na oposição da capital

João Castelo: rindo à toa

A oposição ao prefeito João Castelo (PSDB) está amarrada. São poucos os adversários que ainda não se abrigam sob a asa do tucano. O mais recente movimento do prefeito rumo a uma reeleição tranqüila foi em direção ao PC do B. Mas falhou.

Aproveitando a proximidade com lideres do PPS – que coligou com os comunistas em 2010, mas já está praticamente todo fechado com o PSDB -, Castelo insinuou-se para os aliados de Flávio Dino. Mas a paquera não virou namoro.

A ida do deputado Rubens Junior (PC do B) para uma secretaria municipal, ou, eventualmente, para compor como vice na chapa do prefeito não se confirmou
Menos mal. Senão ficaria a oposição reduzida, em 2012, a Bira do Pindaré (PT) e ao candidato do grupo da governadora Roseana (PMDB).

Mesmo assim Castelo ainda é dono das melhores jogadas.
Senão vejamos: PPS, PDT e PSDB (fora os nanicos) devem estar todos no mesmo palanque nas eleições do ano que vem.

Convenhamos que sobra muito pouco para os oposicionistas, principalmente quando se leva em consideração que essa disputa poderia ter Eliziane Gama (PPS), Flávio Dino ou outro nome do PC do B, Bira do Pindaré, um nome do PDT e o representante dos roseanistas.

A verdade é que, sem fazer nada pela cidade e apenas com movimentos táticos no tabuleiro da sucessão, João Castelo pode ter a eleição mais fácil dos últimos anos na capital.
Se oposição ao prefeito não se organizar rápido, perde mais uma…


0 pensou em “João Castelo dá um nó na oposição da capital