Ordem proibindo multas em carros da Prefeitura foi verbal

Foi meramente verbal a ordem determinando que os agentes de Trânsito da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) não mais multassem carros da Prefeitura de São Luís.

A determinação partiu do secretário-adjunto de Trânsito e Transportes, José Artur Cabral. Foi ele quem comunicou a proibição ao coronel Renaldo Filho, superintendente de Trânsito.

Renaldo decidiu redigir e assinar a portaria que culminou com sua própria demissão.

José Artur nega tudo, porque Renaldo não tem como provar o teor da conversa que os dois tiveram.


0 pensou em “Ordem proibindo multas em carros da Prefeitura foi verbal

  1. Caro Gilberto Leda,

    Não se pode afirmar com certeza, quem autorizou o Cel Filho, experiente na área de transito (parece que já chefiou o setor de transito em Porto Alegre/ RS) e ex-conselheiro estadual de transito do Maranhão, a cometer esse erro, mas uma forma simples de se elucidar essa questão da SMTT é fazendo a seguinte pergunta:

    quem se beneficiaria com tal decisão de não multar os veículos da Prefeitura ? Cabral ? – acho que não!; Clodomir ? – esse já passou no teste de integridade no caso EUROMAR X DETRAN, aliás nenhuma pessoa física conseguiria obter vantagens pessoais indevidas com a ausência de multas!
    Então, quem deu ordem tão esdrúxula ao Cel Filho não buscava vantagem pessoal e sim institucional, ou seja , simplesmente queria poupar o erário municipal de pagamento de multas dos veículos circulantes da administração pública que viessem a ser autuados pelos agentes de transito !

    Acho que o CETRAN-MA deveria instar a SMTT a abrir uma comissão de sindicancia para apurar a autoria desse crime contra o CTB , bem como participar da referida comissão !

    • Seu raciocínio tem lógica, mas vc esquece de um detalhe: política. O resultado dessa ação esdrúxula na opinião pública seria exatamente o esperado por alguém que visasse, justamente, minar a moral dos comandantes. Se houver novidades sobre o assunto na CETRAN, deixe-me informado. Abs.

  2. COMO PODE UM SUBORDINADO TOMAR ESSA DECISAO SOZINHO. TA NA CARA QUE ELE OBEDECEU ORDEM DO SECRETARIO ADJUNTO O DR. ARTUR. DIZEM MESMO QUE ELES SAO MUITO LIGADOS. VAMOS VER SE MELHORA AGORA COM A SAIDA DOESSE CORONEL, POIS QUEBROU AS PERNAS DO DR. ARTUR QUE COMPACTUAVA COM MUITAS COISAS ERRADAS QUE ACONTECIAM LA.