Por que não desenvolve, então?

A foto que ilustra este post é da Baía de Guayaquil, no Equador. A região é a mais desenvolvida e rica do país.

A curiosidade é que ela tem as mesmas condições climáticas, geográficas e de solo que uma região do Maranhão: a Baixada.

Como cá, lá em Guayaquil a baixada é formada de campos alagados.

Diferente daqui, lá impera a riqueza.

E por que?

São várias as razões, mas a principal delas é a falta de investimentos.

E é para canalizar investimentos e soluções viáveis para a região que a Assembléia Legislativa criou, nesta segunda-feira (16), a Frente Parlamentar de Defesa da Baixada, proposta pelo deputado Jota Pinto (PR).

Agora, é esperar que as soluções sejam apresentadas, que o poder público invista o necessário e que o povo corresponda, com muito trabalho.


0 pensou em “Por que não desenvolve, então?

  1. São várias as razões, mas a principal delas são anos de domínio negligente e corrupto da família Sarney!!!

      • Talvez eu queime a língua, porém muitos projetos já foram direcionados para esta nossa Região, porém, os recursos foram desviados para compras de fazendas de búfalos, entre outros empreendimentos. Tudo sem a devida investigação e punição dos órgão responsáveis. de qualquer forma, vamos ficar atentos e cobrar essas e outras promessas, sempre às vésperas das eleiçoes. É a tática do grupo dominante.

        Ab.

  2. ESTADO DO MARACU, JÁ!

    Parafraseando o saudoso João do Vale – “Todo mundo canta sua terra, eu também vou cantar a minha!”

    Já que poucos nativos acreditam que essa tal “Frente Parlamentar em Defesa da Baixada” (os deputados nunca se entendem) e também que o “Projeto Diques da Baixada” saiam realmente das boas intenções e aproveitado que a Região está na mídia, proponho por meio da liberdade do ciberespaço a criação do Estado do Maracu. É sério! Afinal, os investimentos de verdade por parte do Governo do Estado seguem somente para São José de Ribamar, do Chefe da casa Civil, Luis Fernando Silva, para a região Tocantina, que deseja ardorosamente criar o Maranhão do Sul, então, vamos puxar a sardinha para a nossa lata.

    A capital já está até escolhida: Viana (por critério de idade) – 254 anos de fundação, rainha da baixada, Cidade Pólo, 50 mil habitantes (último senso IBGE) um majestoso lago, lindas paisagens naturais e cidade natal de muitos maranhenses ilustres, entre eles: a musicista Dilú Melo; os megas empresários Carlos Gaspar e Altevir Mendonça; o cantor Rogéryo Du Maranhão; o professor e pesquisador Antonio Lopes; o bioquímico e pesquisador Ozimo de Carvalho; o artista plástico Botêlho, o Desembargador Lourival Serejo; a procuradora Geral do Estado, Fátima Travassos, entre outras celebridades. Já começaríamos com 29 cidades que precisam de tudo e estão aptas a receberem inúmeros investimentos de qualquer parte do mundo, de preferência dos chineses, japoneses, italianos e portugueses, este últimos, bastantes conhecedores da região por motivos religiosos.

    O nome “Maracu”é uma homenagem ao maior conjunto de Bacias Lacustres Naturais do Nordeste: “O Rosário de Lagos do Maracu”. Situado na Baixada Maranhense, cuja porta de entrada é a cidade histórica de Viana. É uma Área de Proteção Ambiental desde 1991, que está totalmente sem proteção, refúgio de aves migratórias catalogadas de várias partes do Brasil: Amazonas, Marajó, Pantanal Mato-Grossense, inclusive do corredor migratório do Canadá à Patagônia. Com mais de sete mil quilômetros quadrados de extensão, é o mais belo e rico ecossistema do Maranhão, têm como atrações ecoturisticas; à pororoca do rio Mearim, o imponente “Rosário de Lagos do Maracu”, formado pelos lagos: Aquirí, Cajary, Capivarí, Formoso, Maracassumé, Itãns e Viana.

    Já dispomos até de um mapa com as cidades participantes. Não temos dinheiro nem apoio político, mas temos o glamour da natureza, a beleza e o acolhimento caloroso da nossa gente, cultura, folclore e muitas terras devolutas, entre outras griladas, pronta para virarem um dos estados mais próximos do Nordeste Brasileiro.

    Viva Viana; viva o novo Estado Maracu!

    Luiz Antonio Morais

    http://www.vianensidades.com