Em nota, SINPROESEMMA confirma fim da paralisação, mas diz que “manterá estado de greve”; decisão gera racha

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (SINPROESEMMA) divulgou nota à imprensa, na tarde desta terça-feira (17), confirmando a informação da manhã de que a greve dos professores está terminada.

Apesar disso, a direção da entidade, que assina o documento, afirma que “manterá o estado de greve” e que pode retomar o movimento caso o Governo do Estado não cumpra os compromissos assumidos “nos prazos determinados”.

Veja a íntegra da nota acima.

Racha

A confirmação do fim da greve dos professores gerou uma espécie de racha entre a categoria. De um lado, os aliados dos Júlios, Pinheiro e Guterres, que comandam o SINPROESEMMA; de outro, a turma de Marcelo Risada, que comanda o Movimento de Resistência dos Professores (MRP).

Os últimos acusam os primeiros de traição.

Em sua página no Facebook, a professora Waldelice Oliveira chega a fazer um trocadilho com os nomes dos principais diretores do sindicato.

“Fora Júlio “Tu queres” e Júlio “Dinheiro”, traidores da educação”, diz ela, que antes havia informado estar a caminho do acampamento do MRP em frente ao Palácio dos Leões.


0 pensou em “Em nota, SINPROESEMMA confirma fim da paralisação, mas diz que “manterá estado de greve”; decisão gera racha

  1. SOU MÃE DE ALUNA NA ESCOLA PÚBLICA E ESSA FALTA DE RESPEITO ME DEIXA REVOLTADA. ESSES PROFESSORES NÃO QUEREM TRABLHAR, PODEM ATÉ RECEBER MILHÕES CONTINUARAM PASSANDO UMA SEMANA NO PIAUI E DOIS DIAS NA SECRETARIA DAS ESCOLAS POIS AULA MESMO. FAZEM DE CONTA! FAÇAM UMA INVESTIGAÇÃO E VEJA SE ESTOU MENTINDO. EM TODA CIDADE DO MARANHÃO QUE TEM PROFESSORES DO PIAUI E DE OUTRAS CIDADES NO MARANHÃO FUNCIONA ASSIM.

    • Professores tem uma carga horária que devem cumprir dona Maria, se em apenas um dia ele trabalhar as 16horas que é obrigado por lei, nada lhe impede de ficar apenas um dia naquela cidade…
      Só lhe lembro que professores não podem ser salvadores da pátria apenas com um tablete de giz e um quadro negro nas mãos não!
      Veja o que ocorre aí no Maranhão e se analisar a contento verá que o governo gasta milhões em ‘segurança’ nas escolas, e não compra um computador novo para ela por exemplo…Ou o que falar da falta de até um miserável ventilador? A senhora sabe o que é ficar numa sala abafada e tendo que buscar a atenção de jovens que se utiliza de vários meios de comunicação, menos o velho giz e quadro negro? Ou o que dizer de dar aulas para alunos que não comem nada em casa, mas que buscam merenda nas escolas mas não encontram?
      Suponho que em sua opinião tudo isso é culpa dos vagabundos dos professores né?
      Cobre de sua santa Roseana, desde 1994 que ela promete uma revolução na educação, a senhora já viu ela? O povo do Maranhão do mesmo tanto…

  2. Ontem pela manhã fotografei os inúmeros jornalistas que estiveram no acampamento. Porém, pela tarde em nosso ato nenhum jornalista estava presente…que pena! !Que pena, não registraram o início de Uma Nova Caminhada que realizaremos pela Educação.
    Nossa indignação será transformada em denúncias , formação , debate e ações. Que pena que a direção do sindicato covardemente repete sua história de traidores.Por um momento cheguei a pensar que teriam aprendido com seus atos. Citam agora o MRP, antes já houve o Mosep, agora eu que não fazia parte de nunhum grupo serei um dos INDIGNADOS, pois infelizmente o rastro que eles deixam é de sujeira. E podem crer… o grupo dos indignados é grande.!!!