A estadualização da Via Expressa

Do blog do Marco D’Eça

Não passa de tolice a cantilena dos contrários à estadualização da Via Expressa, obra iniciada pelo Governo do Estado na região do Jaracaty.

Mais tosco ainda é o argumento de que uma via só pode ser transformada em MA se ligar um município a outro. Não existe qualquer norma legal que estabeleça isso.

A estadualização de uma estrada, avenida ou via é apenas um processo administrativo, que nada implica na concepção física da obra. Significa, basicamente, que a construção e manutenção, deixa de ser responsabilidade do município e passa ao acontrole do estado.

Só isso.

Mesmo assim, há um argumento definitivo contra aqueles que estranharam (por si só ou sob influência política? ) a transformação da Via Expressa em uma MA.

A obra faz parte do Anel Metropolitano, conjunto de obras rodoviárias que interligam os quatro municípios da Grande São Luís. Além da nova avenida, o Anel inclui ainda a Avenida Metropolitana, que cortará toda a ilha.

Desembocando exatamente na Via Expressa.

Simples assim…


6 pensou em “A estadualização da Via Expressa

  1. Muita gente não está atentando para um detalhe importante nesse processo de estadualização da via expressa. Bem antes da obra ser concluída a especulação imobiliária ao longo de onde será a via já começou e, segundo, o projeto em questão; será do governo do estado a concessão dos terrenos que margeiam ao obra. Ninguém é contra a construção da via, as pessoas devem ser contra ao patrimonialismo que se encaminha subterraneamente nesse processo, já que, será muito oportuno para os gestores espertalhões, aumentarem seu cabedal com mais esse empreendimento com o dinheiro público.

  2. Cada uma. O que tem a ver estadualizacao com especulação? Se esta havendo especulação, independe se a rodovia e estadual ou municipal. O especulador vai e compra o terreno próximo da avenida, tanto faz ser estadual ou municipal. Quanta baboseira. Haja ignorância.

    • Por ser estadual, há uma área chamada faixa de domínio (regulamentada em lei recentemente aprovada na AL). 15m de cada lado são propriedade do estado… como de um lado é mangue, só sobra o outro. e pouca coisa a ser especulada ou invadida…

  3. A indenização aos moradores antigos da área com certeza vai ser micharia ao preço de hoje, terrenos que com o tempo vão ter uma enorme valorização imobiliária ficando tudo na mão do estado (Roseana) é, Realmente vai ser o melhor governo da vida dela.

Os comentários estão fechados.