CEMAR corta energia das secretarias de Educação e Saúde de São Luís

Castelo dormiu no ponto e esqueceu de pagar a conta?

Funcionários das secretarias municipais de Educação e Saúde de São Luís passaram por um verdadeiro vexame nesta sexta-feira (4). No meio do expediente de trabalho, foram surpreendidos por uma queda de energia.

Todos pensavam tratar-se de mais um problema na rede elétrica, quando foram informados de que a falta de energia devia-se, na verdade, a cortes no fornecimento aos prédios das duas pastas por falta de pagamento.

Isso mesmo!

O prefeito João Castelo (PSDB) não pagou as contas de luz e a CEMAR teve que cortar o fornecimento.

Mas engana-se quem pensa que esta é a primeira vez que isso acontece.

Em maio deste ano, foi a CAEMA quem tentou cortar o fornecimento d’água da Fundação Municipal de Cultura (FUNC), também por falta de pagamento.

Na ocasião, a água só não foi “cortada” porque o diretor da Fundação, Euclides Moreira, acionou a “Blitz Urbana”, que impediu o trabalho dos servidores da CAEMA.

“Estamos na véspera da abertura da maior temporada junina de todo o Estado, nossa preocupação foi de agir de forma diligente para evitar prejuízos ao interesses dos cidadãos de São Luís”, declarou à época.

_______________________Leia mais

Castelo deve aluguel e mais uma escola pode fechar as portas

Dono fecha anexo de escola por falta de pagamento da Prefeitura


8 pensou em “CEMAR corta energia das secretarias de Educação e Saúde de São Luís

  1. Isso é uma palhaçada mesmo. Um amigo me contou que precisou ir hoje na SEMUS resolver problemas. Só encontrou pânico no local e pouquíssimos funcionários. Nem resolveu o problema dele porque os responsáveis (ou i) haviam ido embora mais cedo. Isso foi bom para os funcionários porque tiraram uma folguinha de leve. Porém prejudicou muito os funcionários!!!

  2. A informação está incompleta, a energia da SEPLAN (Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento) também foi cortada por volta das 9:30hs, os funcionários foram liberados pois não havia como permanecer no prédio localizado na Rua do Sol.

  3. O mesmo aconteceu hoje na secretaria de planejamento na rua do sol, onde cortam luz,água e ainda falta papel higiênico. Alias, falta tudo.

  4. O Caostelo não paga nada nem ninguém, como pode um prefeito que arranca asfalto inteiro de avenidas, onde não havia necessidade de substituir, para colocar asfalto novo e não paga desde que assumiu todas as contas da Caema e da Cemar. O Ministério Público da probidade administrativa precisa tomar providências já, ou quando ele perder em outubro de 2012, vão ser 02 meses de saque e rapinagem sobre o patrimônio público, pode escrever .

Os comentários estão fechados.