Stênio Rezende é acusado de receber R$ 1,5 milhão para aprovar projeto na AL

Stênio: recebeu, ou não recebeu?

O líder do Bloco Parlamentar Pelo Maranhão (BPM) na Assembléia Legislativa, deputado Stênio Rezende (PMDB), está sob fogo cruzado.

Ele foi citado por nada menos que quatro deputados da base governista – em conversas reservadas com o titular do blog na manhã desta terça-feira (6) – como o pivô do escândalo que pode, inclusive, resultar em cassação de mandato se devidamente comprovado.

Segundo contam os parlamentares, Rezende propôs a empresas do ramo de engenharia civil o pagamento de R$ 1,5 milhão para a aprovação de um projeto de lei de sua autoria alterando a lei estadual que proíbe a derrubada de palmeiras de babaçu no Maranhão (Lei 4.734/86).

Na prática, o PL do peemedebista, que foi aprovado em plenário, flexibiliza a possibilidade de derrubada das árvores, estabelecendo uma compensação ambiental no caso de necessidade de desmatamento. O projeto era de interesse das construtoras porque representava uma alternativa à construção dos grandes condomínios que proliferam, principalmente, pela ilha de São Luís.

Pelo acerto firmado entre Stênio Rezende e os empresários, ainda de acordo com o que denunciam os deputados, a propina entregue a ele seria rateada entre 30 deputados – o líder do BPM aí incluído: R$ 50 mil para cada um.

Mas Stênio não teria dividido a bolada e o caso acabou nos ouvidos dos demais parlamentares, que chiaram (não se sabe se  pela imoralidade da suposta atitude do líder, ou por não terem efetivamente recebido sua parte no “negócio”).

Lei deve ser revogada

Afora a questão ambiental – não é esse o foco agora -, uma coisa é certa: a lei aprovada pela AL flexibilizando a derrubada de palmeiras de babaçu no Maranhão deve ser revogada imediatamente.

A suspeita de que sua aprovação tenha sido financiada com propina da construção civil é forte demais para que ela continue vigorando.

Se assim não acontecer, o Legislativo corre o risco de ter todas as matérias aprovadas em plenário sob suspeita de terem sido patrocinadas por setores interessados nos assuntos.

Outro lado

O blog conversou no início da tarde com o deputado Stênio Rezende. Ele deu algumas explicações, mas preferiu não gravar entrevista. Disse, em suma, que vai aguardar o desenrolar dos acontecimentos para, só então, pronunciar-se sobre o assunto.


9 pensou em “Stênio Rezende é acusado de receber R$ 1,5 milhão para aprovar projeto na AL

  1. Agora te pergunto, que moral tem uns palarmentares corruptos desses para fazer um CPI contra o Prefeito de S. Luis?
    E, mais uma CPI contra o Prefeito é prerrogativa da Câmara, e não da Assembleia Legislativa, não é isso?
    Uma sugestão, é abrir uma CPI do Babaçu, seria interessante o nosso amigo de Codó, o Dep. César Pires colocar em pauta a CPI.

    • mas CPI não é para investigar o prefeito em si. Mas sim o paradeiro de recursos oriundos do estado.

  2. Cadê o Ministério Público?? E a Comissão de Ética e decoro Parlamentar??? Seria bom que a chamada “Grande Imprensa” desse uma voltinha por aqui para aumentar esse estardalhaço e fazer com que esses órgãos públicos se manifestassem a respeito desse causo.

    • Grande imprensa somos nós, meu caro. que estamos todos os dias cara-a-cara com os deputados e mesmo assim não nos intimidamos quando precisamos denunciar esse tipo de bandalheira

  3. Que os outros 29 Deputados, se reunam e cassem o mandato deste oportunista, que se acha muito esperto, fazendo os outros de bestas, agora, a casa caiu, ele vai ter que dar os seus pulos ou então rodar a bolsinha a noite, numa destas avenida bem movimentada de São Luis, para recumperar o dinheiro, se ele ainda não torrou?
    Eita corrupto ganacioso, comeu a propina sozinho, e não dividiu, cabra ruim de contar, não sabe dividir, pau neste bruto, e manda ele pra roça!!!.

  4. O silencio do Deputado SR é típico de quem tá até o pescoço envolvido com esse chafurdo. Caso contrário a indignação do inocente já teria aflorado. Agora é esperar pra ver se nenhuma manobra será feita, no sentido de inviabilizar a CPI. estou quase apostando que o número de assinaturas não vai chegar. Alguém duvida????

Os comentários estão fechados.