Superintendente educacional é demitida acusada de fraudar assinatura de Othon Bastos

A professora Elisabeth Brito Maia (foto) foi demitida, no fim do mês de novembro, da Superintendência da Área de Ensino Fundamental da Secretaria de Educação de São Luís.

Motivo: falsificação da assinatura do secretário Othon Bastos pra garantir contratos entre a SEMED e empresas ligadas a ela.

O caso vem sendo mantido sob sigilo absoluto na Prefeitura de São Luís, principalmente porque o prefeito João Castelo (PSDB) não quer admitir publicamente que sua equipe cometeu uma gafe e tanto ao contratar a falsária.

Mas isso não é tudo.

Após sua demissão, várias diretoras de escolas estavam sob suspeita de participar de um esquema juntamente com a superintendente. A SEMED investigou e descobriu que, na verdade, Elisabeth havia dado um golpe em todas elas.

De posse de cheques administrativos, ela responsabilizava-se por comprar material para as unidades escolares. Mas não pagava ninguém.

Na hora de depositar os cheques nas contas das empresas, inseria nos caixas apenas os envelopes vazios. E entregava às diretoras os comprovantes de depósito (no caso de cheques, esses comprovantes valem apenas como prova de que um envelope fora inserido na máquina).

Estelionato

O currículo de Elisabeth só vai aumentando na vida do crime. Para quem não lembra, ela é a mesma que, em outubro deste ano, foi presa tentando se fazer passar por uma assessora da apresentadora Paulinha Lobão.

Na ocasião, a estelionatária foi a uma loja de roupas, dizendo ter sido mandada por Paulinha para escolher peças para o figurino do programa Algo Mais.

A dona da loja a deixou “escolhendo” o que queria e acionou a apresentadora, que negou toda a história e a aconselhou a chamar a polícia.

Elisabeth saiu da loja já algemada.

O curioso disso tudo é que, mesmo demitida, Elisabeth de Jesus Brito Maia ainda aparece na página institucional da Prefeitura de São Luís como superintendente do ensino fundamental.


7 pensou em “Superintendente educacional é demitida acusada de fraudar assinatura de Othon Bastos

  1. está senhora seria uma pessoa de confiança da primeira dama dona gardenia e da deputada gardenia castelo, ela seria respónsavel por presionar os diretores a apoia a deputada nas eleições passadas… é bom investigar afundo as açoes desta senhora, podem não ser isoladas e sim sob comando de alguem… de olho ministerio publico!!!!!

  2. Essa marginal deve ter um padrinho político Gilberto e esse deveria ser investigado também, como uma pessoa dessas se torna Superintendente? Estranho……….

  3. Giberto,tudo isso é verdade. A SEMED manteve em sigilo e graças a voce ta sendo divulgado.Parabens.Mas… vc nao tem medo de morrer publicando isso nao ?Rsrs.Abraços.

  4. Isso tem que ser publicado em toda imprensa local, essa mulher já deu golpes em outros locais que trabalhou: Faculdade Santa Fé, Ceuma, Instituto Florense e outros, a sociedade precisa ser informada para que essa moça não aplique golpes em mais ninguém, pq isso não saiu na imprensa local?

Os comentários estão fechados.