Ricardo Murad também à disposição da Justiça Federal

O secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad, protocolou, sexta-feira (3), um documento no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF), em Brasília, em que relata à presidência do órgão a veiculação pela imprensa maranhense de suposta operação da Polícia Federal (PF) na Secretaria de Estado de Saúde (SES) e se coloca à inteira disposição da Justiça Federal para prestar qualquer esclarecimento, caso haja alguma investigação em curso.

A petição foi dirigida ao TRF 1ª Região por ser o órgão competente por qualquer decisão judicial no sentido do que foi divulgado, já que Ricardo Murad é deputado estadual e secretário de Estado. No dia anterior, ele já havia encaminhado ofício à direção nacional da PF e sua superintendência em São Luís, colocando a SES à inteira disposição.

No documento, Ricardo Murad diz que os constantes “anúncios” de operações da PF, espalhados por adversários políticos, acabam perturbando o cotidiano da Secretaria de Estado de Saúde, por isso a necessidade de colocar à disposição da própria PF e dos demais órgãos de controle e fiscalização federal todo e qualquer documento ou outros meios relacionados a obras, serviços, contratações e convênios vinculados a recursos federais. “Basta que este Tribunal, por qualquer um de seus desembargadores, requisite esses documentos ou informações para que a SES forneça esses elementos imediatamente”, afirmou o secretário.

Ele declara ainda, no documento, que se a pretensão for uma investigação total in loco na Secretaria, a sede da SES e seus demais órgãos também estão à inteira disposição da Justiça Federal. “A atual gestão da SES trabalha e atua na mais absoluta transparência, e por isso tem o direito de esclarecer, e ao mesmo tempo apresentar a qualquer órgão de controle e fiscalização, os meios necessários para o cumprimento de suas obrigações constitucionais”, acrescentou.

Ricardo Murad concluiu o documento solicitando, com base nos princípios constitucionais da publicidade, legalidade, moralidade, impessoalidade e da eficiência previstos no artigo 37 da Constituição Federal, cópia do processo/inquérito porventura existente, e se não existente que seja expedida certidão cujo conteúdo informe esse fato.


3 pensou em “Ricardo Murad também à disposição da Justiça Federal

  1. Ricardo Murad nao tem qualificacao para ser secretario de estado, notadamente na saude. Nao entende do assunto, e’ perdulario, pensa que pode tudo, esta’ sendo um estorvo para o atual governo. E dificil para um governante ter um subordinado que nao possa demiti-lo, o melhor que ele faz e’ voltar para a assembleia. Casa alias, que nao quis te-lo como seu presidente. . Deixa a governadora colocar alguem da area, que seja do ramo, a saude do Maranhao agradecera’.

  2. Isto não lhes diminue a culpa, o que pode acontecer é menos uns dez anos de cadeia de sua pena quando fores condenado, pelos muito crime de malversação do erário público, falcatruas, desvio e falta de licitações em obras públicas, tráficos de influência e contratos para beneficiar empresas de amigos, compadres e parentes, que ele se prepare, pois vai ganhar um par de algema de alumínio branco um dos metais mais caro, só perde para o ouro, aguardem!.

    • Eita que tem gente rezando pra isso… cuidado para não entrarem em depressão quando derem com os burros n’água

Os comentários estão fechados.