Fábio Gondim “bate forte” em Marcelo Tavares

O secretário de Planejamento do Estado, Fábio Gondim (foto), reagiu, nesta sexta-feira (23), à declaração do deputado estadual Marcelo Tavares (PSB), que, em discurso na Assembléia Legislativa na última quinta-feira (22), atribuiu ao secretário a afirmação de que os recursos de um empréstimo com o BNDES haviam sido gastos em “obras frias e fantasmas”.

“Boa parte desses recursos foram pagos (sic) em convênios que não foram escutados até hoje, obras frias e fantasmas pelo interior do Maranhão. Quem me disse isso foi o Secretário Fábio Gondim”, afirmou.

Em sua página pessoal no Facebook, Gondim “bateu forte” no líder da Oposição, e disse que ele deu a declaração “por desconhecimento”.

“Lamento muito a declaração equivocada feita, ontem, pelo deputado Marcelo Tavares na tribuna da Assembléia Legislativa. Eu nunca fiz ou faria as afirmações que ele a mim atribuiu. Talvez por desconhecimento, o parlamentar deixou de considerar que o BNDES acaba sendo o maior fiscalizador dos gastos com os recursos que financia, com exigências de documentação e comprovação dos resultados que faz com que, seguramente, as obras executadas com esses recursos estejam entre as com menor possibilidade de desvios para ‘obras frias e fantasmas’.

CONSEPLAN

Gondim também usou a rede social para informar quer foi eleito, ontem, em João Pessoa (PB), durante sua participação no Fórum Nacional dos Secretários Estaduais de Planejamento, diretor do Conselho Nacional de Secretários Estaduais do Planejamento (Conseplan) para a região Nordeste.

Além de coordenar os debates de planejamento das secretarias, Fábio Gondim ficará responsável por estudos e análises dos problemas e demandas relacionadas à região, e também representará o Nordeste junto ao Conseplan e na relação externa com outros órgãos, sobretudo com o Governo Federal.

O Fórum visa a promover o diálogo sobre ações voltadas para o desenvolvimento sustentável dos Estados e do Distrito Federal. Também objetiva articular ideias e definir metas, troca de experiências, bem como promover um debate sobre o planejamento como importante instrumento da ação governamental.


5 pensou em “Fábio Gondim “bate forte” em Marcelo Tavares

  1. É muito provável que Fábio Godin tenha feito mesmo esta declaração, afinal Godin é gente, e não robô, é tanta coisa escambrosa neste governo, que nem o diabo duvida, quem sabe, fez esta declaração num momento de ver tanta coisa “cabeluda”, e a sua consciência acendeu aquela “Luszinha”, saiu a declaração “sem querer querendo”.

Os comentários estão fechados.