Pedido de vistas adia votação de corte do auxílio-saúde a ex-deputados

O deputado estadual Tatá Milhomem (PSD) pediu vistas e adiou a votação do Projeto de Resolução nº 012/12, de autoria do líder do Governo, César Pires (DEM), que revoga a Resolução Legislativa nº 467, de 28 de junho de 2005, e extingue benefício de assistência a saúde a ex-deputados pensionistas.

A matéria seria votada hoje (18), após pedido de urgência protocolado pelo próprio autor da proposta.

Segundo Milhomem, que deve apresentar o voto-vista na próxima terça-feira (24), a instituição do auxílio se deu por meio de lei. “E uma lei não pode ser revogada por resolução administrativa da AL”, argumenta Milhomem.

Mas há controvérsias sobre isso. O blog já apurou que realmente existia uma lei instituindo o privilégio, mas ela foi revogada. Posteriormente, o próprio Milhomem, quando presidente da Casa, editou resolução reinstituindo o auxílio.

Mas isso ainda vai dar muito pano pra manga…


3 pensou em “Pedido de vistas adia votação de corte do auxílio-saúde a ex-deputados

  1. E quanto a devolução dos salários extras, dos 18 que recebiam, auxilio moradia, ect, que esse pulhas recebia.? Bira do Pindaré, vai devolver e os outro Deputados será que não vão tomar a mesma atitutde do pobre do Bira.
    Todo o dinheiro devolvido tem que ser revestido para os orgãos de caridade do Estado, não pode voltar para Assembléia, pq senão esse Tatá Milhomem, Graça Paz, Mané Ribeiro, e outros pode embolsar, pois ganham muito pouco, já que eles vem a muito tempo distribuindo dinheiro para os pobre dos seus salários.

Os comentários estão fechados.