SET volta a vender passe escolar em São Luís

Medida foi tomada após “pane” no Sistema de Bilhetagem Eletrônica

(8h01) – O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de São Luís (SET) começou a vender, nesta sexta-feira (20), a partir das 8h, passe escolar em papel aos estudantes que não têm mais créditos em seus cartões de recarga.

A medida foi tomada a pós a suposta “pane” no Sistema de Bilhetagem Eletrônica da Prefeitura de São Luís. Nos bastidores, comenta-se que, na verdade, a Datapron, empresa responsável pelo serviço, está fazendo um boicote para forçar o pagamento de atrasados por parte do prefeito João Castelo (PSDB).

A venda do passe escolar acontecerá nos cinco terminais de Integração e no posto do SET na Rua do Sol. Cada estudante terá direito a comprar até 10 passes por dia. A limitação, explica Luiz Cláudio Siqueira, superintendente do sindicato, deve-se ao fato de que não há estoque.

“Nós tínhamos um pequeno estoque guardado desde 2006. Diante desta crise, vimos que os passes ainda estavam em boas condições e resolvemos utilizá-los, mas não se poe garantir que eles durem, sequer, 10 dias”, preveniu o empresário.


12 pensou em “SET volta a vender passe escolar em São Luís

  1. Quanto ao vale trasnporte que nao tem como efetuar as recargas. tem alguma providencia para o caso

  2. E OS TRABALHADORES PARA RECRREGAR COMO FICA?
    NA MÃO COMO SEMPRE,E SEM FALAR DA GREVE, QUE TEREMOS QUE ARCAR PARA NAO SERMOS PREJUDICADOS.

  3. Como fica a situação dos trabalhadores, uma vez que é o transporte é arcado parte pelo empregador e parte pelo empregado e, claro, a parte do empregado já foi descontado no contracheque do mesmo.

  4. Gilberto, tu sabe me dar alguma informação a respeito da venda de crédito de passagem de coletivo para estudante? Soube que algumas lideranças estudantis visitaram J. Castelo para que ele muda-se o horário de compra de crédito para iniciar às 06:00h ao invés das 8:00h ou se estender além das 17:00h. Você sabe alguma coisa a respeito disso.
    um abraço.

Os comentários estão fechados.