Luciano Genésio: deputado com prazo de validade vencido

O suplente de deputado estadual Luciano Genésio (foto), do PCdoB, assumiu o mandado na Assembleia Legislativa no início do mês com a licença de Luciano Leitoa (PSB).

Oficialmente, deveria passar quatro meses no cargo, visto que a saída de Leitoa se dará por 121 dias. Mas o representante de Pinheiro ganhou o que se pode chamar de um mandato com prazo de validade vencido.

Explica-se: a coligação “Muda Maranhão” tem atualmente dois suplentes no exercício do mandato – além de Genésio, Othelino Neto (PPS) também assumiu vaga na casa. Ocorre que o comunista é o segundo suplente e o deputado estadual Rubens Pereiria Júnior (PCdoB), que saiu para a entrada de Othelino, volta dia 13 de agosto.

Mas o retorno de Rubens Júnior não implica na saída de Othelino e sim do próprio Luciano Genésio, justamente porque é ele o segundo suplente. O popular-socialista segue na AL em virtude do afastamento de Luciano Leitoa.

Ou seja: o deputado que deveria passar 121 dias na Casa, passará pouco mais de trinta, dos quais pelo menos um terço serão em recesso parlamentar.

Por outro lado, Othelino Neto, que deveria passar só os quatro meses, ganha pelos menos mais três à frente do mandato.

Parece que esqueceram de contar esses detalhes a Luciano Genésio antes de fazê-lo fechar alguns acordos.


19 pensou em “Luciano Genésio: deputado com prazo de validade vencido

  1. Esse moleque é identico ao pai, nunca trabalhou na vida,é um playboy que vive as custas […], um arruaceir e primeira, nos de Pinheiro ja perdemos a conta de quantas vezes ele e o irmão arranjaram confusão nos bares e festas da cidade.

      • Gilberto, com todo respeito ao seu trabalho.
        Só não esqueçamos que, o político por consequencia é HUMANO; logo não podemos deixar de ligar seu trabalho (neste caso como deputado) ao seu lado pessoal, pois o mesmo nos representa.
        Abraços.

  2. Conheci o João Luciano na época da escola. Não me admira ter chegado a deputado, nem a sua falta de sagacidade…

  3. SÓ ESQUESE QUE ELIZIANE VAI SAIR PRA ELE DESESPERO TOTAL DE VOCES VICTOR, FILUCA E BLOGUEROS DA MIRANTE,,,KKKKKKKK

  4. Kkkkkkkkkkkkkkkkkk. Projeto de Deputadinho fraaaaaco, aliado de prefeitinho fraaaaco. Vao procurar trabalhar. ou nao sabem o que significa isso?

  5. Esse Zé Luis deve ser um daqueles que estão se dando bem com o farto assalto aos cofres públicos de Pinheiro. O Zé Genésio, eterno ficha suja, já mudou o discurso após conversa com o Zé, e o teor da conversa já da pra saber né? Agora ele acha que o filho já pode ser vice daquele que a pouco mais de um na opinião do ETERNO FICHA SUJA, não se elege pra nada. O que um bom papo regado a CACHAÇA E GRANA não faz.

  6. ”Deputado com prazo de validade”é brincadeira com a sociedade maranhense e brasileira. Em um determinado dia, estava jantando com familiares e amigos em um restaurante aí de São Luis, quando chegou um ”pralamentar” com prazo de validade no mesmo recinto onde estávamos. Naquele momento eu não imaginara que tal figura gozava dessa condição, quando, para minha surpresa, um elemento do tipo”puxa-sacos”, ”lambe-ovos”, ou qualquer coisa que o valha, disparou a chamar: ”deputado, deputado, deputado”. Para minha surpresa, tratava-se da figura acima citada, que atingiu tal posto às custas de acordos políticos pouco ortodoxos,que, embora amparados pela legislação eleitoral, possuem pouca legitimidade ético-moral. Infelizmente, esse tipo de medida é aceita com naturalidade pela população do nosso Estado, que observa passivamente esse tipo de manobra legalizada.
    É triste.Indivíduos sem qualquer compromisso com a população, muitos dos quais já tiveram seus nomes envolvidos em inúmeras irregularidades, gozando de status tão importante.Digo, importante é o cargo, e não o indivíduo que o ocupa.
    Em que pese a minha tristeza, vou continuar sonhando com um Maranhão melhor, apesar dos ”deputados de ocasião”.

  7. O que esqueceram foi de perguntar a deputada se ela iria sair de licença, a qual ja se manifestou ao contrario,pois não tem a minima intenção de fazer, o tiro saiu pela culatra, fuguetorio e carreata um gasto disnecessário

Os comentários estão fechados.