Caso Décio: juiz diz que MP não viu participação de “Buchecha” e revoga prisão de acusado

buchechaO juiz José dos Santos Costa, titular da 1ª Vara do Tribunal de Júri da capital, revogou nesta segunda-feira (29) a prisão de Fábio Aurélio do Lago e Silva, o “Buchecha” (foto), um dos acusados pela morte do jornalista Décio Sá. Ele é o segundo a ser beneficiado com o relaxamento da prisão – antes, Fábio “Capita” já havia deixado a prisão.

A informação foi divulgada em primeira mão pelo blog do Jorge Aragão.

No seu despacho, o magistrado disse que o próprio Ministério Público apontou falta de indícios de que “Buchecha” tenha participado do crime – o MP pediu, inclusive, a impronúncia do réu – e, portanto, decidiu revogar a prisão.

“Terminada a instrução preliminar, o Ministério Público, em suas alegações finais, pediu a impronúncia do requerente, pela falta de indícios de que tenha participado do crime, manifestando-se, ainda e nos autos desta medida cautelar, pela revogação da prisão. Isto posto, de acordo com o Ministério Público e com fundamento no art. 316 do Código de Processo Penal, revogo a prisão preventiva de FABIO AURELIO DO LAGO E SILVA, por não terem sido confirmados na instrução preliminar os indícios de participação no homicídio do jornalista Décio Sá que justificaram o recebimento da denúncia”, despachou.


5 pensou em “Caso Décio: juiz diz que MP não viu participação de “Buchecha” e revoga prisão de acusado

  1. A justiça está derrubando por etapa as mentiras de Aluisio Mendes.
    Resta agora, pedir a prisão do Secretário assim como dos delegados que montaram inquérito na tentativa de prejudicar o Dep Raimundo Cutrim.
    O prejuízo politico foi inevitável para o parlamentar. Mas nunca é tarde para aparecer a verdade….

  2. acho que o “Fabio Aurélio Lago” deveria entrar com uma Ação Judicial contra o Estado do Maranhão – isso porque, a dita cuja, por meio da Secretária de Segurança liberou imagens do inquérito mostrando uma grande operação para prender o indiciado na época, expondo sua família e sua casa para todas as pessoas – na tentativa de passar uma falsa impressão de ter resolvido o caso Décio Sá, bem como de que o indiciado teve envolvimento no caso – Os interesses políticos estão acima de tudo, e pisam na constituição quando precisam – infelizmente.

  3. Ate nunca tinha entendido a prisão desse rapaz ,acompanho desde do começo ,gostei da decisão do mp e do juiz

Os comentários estão fechados.