Para defender Humberto Coutinho, deputados de oposição tentam constranger o MP

rubensA decisão do Ministério Público de acionar judicialmente o ex-prefeito de Caxias, Humberto Coutinho (PDT), e mais nove por irregularidades na execução de convênios da ordem de R$ 12 milhões (reveja), mexeu com os brios da oposição na Assembleia Legislativa na manhã de ontem (31).

Indignados com a decisão que fere de morte um dos principais artífices da pré-candidatura do presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), o líder da oposição na Casa, deputado Rubens Pereiria Júnior (PCdoB), e a esposa do pedetista, deputada Cleide Coutinho (PSB) atacaram o MP. O comunista chegou a dizer que o órgão “é caolho”.

“Infelizmente, salvo raras exceções, o Ministério Público do Maranhão é caolho, só olha para um lado, só olha com um olho e só olha para cima da oposição. Quando é contra a oposição, é diligente, é célere, exige o cumprimento da coisa pública e quando é com o outro olho não vê nada, nada acontece, não sabe de nada. E são os inúmeros fatos que comprovam isso”, disparou Júnior, numa clara tentativa de constranger o Parquet.

cleide-coutinho“É lamentável que o Ministério Público, instituição importantíssima na defesa dos valores da democracia seja tão rigoroso com aqueles que tentam trabalhar para melhorar as condições de saúde do tão sofrido povo maranhense”, disse Cleide Coutinho.

Confrontada com o posicionamento público dos parlamentares, a procuradora-geral de Justiça, Regina Rocha, disse que respaldou a decisão da promotora de Justiça Carla Mendes Pereira Alencar.

“A promotora de Caxias tem está respaldada pela administração superior e agiu dentro de suas atribuições em defesa do patrimônio público e combate à improbidade administrativa”, completou.


11 pensou em “Para defender Humberto Coutinho, deputados de oposição tentam constranger o MP

  1. Rubinho vacilando mais uma vez.
    Meu jovem Rubinho, cobre a ação do MP indiscriminadamente e não que alivie o lado de vcs.
    Fico triste com os “novos” da política. Eles tem a força de mudar e seguem a mesma cartilha.

  2. Ô meu Deus ! Coitadinha da Regina Rocha, tão inocente … tão indefesa … tão imparcial kkkkkkkkkkk
    Só muita borracha! Essa gente um dia pagará caro, no mínimo pela omissão que também é pecado.

  3. MEU AMIGO, TODO MUNDO SABE QUE A ROSEANA TA PERSEGUINDO O COUTINHO PORQUE ELE NÃO ACEITOU AS CHANTAGENS DAQUELA […]

  4. o que acontece é que os promotores de justiça dos municípios deveriam ser mais rigorosos em suas atividades normais independente dos oposicionistas quererem ou dos governistas mandarem.

  5. Tomara que consiga constranger mesmo o MPE. Talvez um constrangimento faça ele agir como deve, com imparcialidade e impessoalidade.

  6. certo o deputado.

    o que dizer de um governo que está aí “desde sempre” e nunca fez sequer um concurso para a área administrativa, nomeando somente os apaniguados incompetentes (pra citar o exemplo mais simples) e nunca recebeu sequer uma recomendação do MP?

    quem foi, p. ex. o fisioterapeuta, enfermeiro e médico que prestou concurso nesse governo? e a reforma milionária ( múltiplas vezes aditivida) do Carlos Macieira? e a precarização da PGE, para que não tenha estrutura de analisar os contratos, nomeando “advogados” (inconstitucionais!) para dar parecer em contratos? e as centenas de licitações direcionadas (é notório, p. ex. que o advogado piauiense Marcus Vinícius, que advogou na cassação de Jackson, recebeu o contrato da CAEMA)? e… deixa pra lá!

    cabem não somente recomendações. cabem ações de improbidade e penais aos montes!

    se o MP, que é quem deve fiscalizar, não vê, ele não é caolho. é cego. ou outra coisa…

Os comentários estão fechados.