Escórcio quer discutir possível fechamento do aeroporto de SLZ no Congresso

De O Estado

chiquinho-escorcioO deputado federal Francisco Escórcio (PMDB) levará para discussão no Congresso Nacional a ameaça da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) de fechar o Aeroporto Marechal Hugo Cunha Machado, de São Luís, por conta da incidência de urubus (avifauna) na Área de Segurança Aeroportuária (ASA) do terminal aeroportuário.

O peemedebista afirmou que o caso é grave e carece de maior atenção das autoridades. Ele cobrou do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) respostas concretas em relação ao projeto de controle da avifauna na capital.

“Será necessário acontecer uma tragédia para que o prefeito de São Luís resolva de uma vez por todas esse problema? Tanto a Anac quanto a Infraero vêm cobrando solução para a quantidade de urubus próximo do aeroporto. Mas até agora nada foi feito. Isso é um absurdo”, disse.

Escórcio afirmou que em 2012, quando a Infraero pediu a intervenção do Ministério da Defesa em São Luís por causa da incidência de urubus no entorno do aeroporto, chegou a levar o tema para a Câmara Federal. Agora, diante da manifestação da Anac, retornará a abordagem do assunto. “Vou levar o caso para o Congresso e tentar obter algum direcionamento. O certo é que não podemos ficar de braços cruzados, aguardando mais uma vez pela Prefeitura de São Luís, que até o momento nada fez. O que não vamos é aceitar que a situação continue da forma como está”, acrescentou.

Dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáutico da Anac apontam um total de 58 ocorrências de risco aviário em aeroportos do Maranhão, somente em 2013.

_______________Leia mais

Anac pode fechar aeroporto de São Luís


3 pensou em “Escórcio quer discutir possível fechamento do aeroporto de SLZ no Congresso

  1. fehar o aeroporto e culpar a prefeitura?
    que inteligência rara desse senhor, só falta dizer que o aeroporto é do escopo da prefeitura hahaha.

  2. Esse […] tem quer discutir é a incompetência do grupo politico do qual ele faz parte.
    Vamos falar da violência no Maranhão.

Os comentários estão fechados.