Roseana e Luis Fernando destacam crescimento do PIB do Maranhão

Do blog do Jorge Aragão

roseana1Na inauguração do 4º Restaurante Popular pelo Governo do Maranhão, na manhã desta terça-feira (26), no Coroado, a governadora Roseana Sarney e o secretário de Infraestrutura e responsável pelo Programa Viva Maranhão, que visa reduzir a pobreza extrema, Luis Fernando Silva, destacaram o crescimento do PIB do Maranhão.

“Com muita alegria, pois eu sempre disse que o Maranhão não era o Estado mais pobre do Brasil e os números mostram isso. Estamos R$ 53 bilhões de PIB, nós fomos um dos estados que mais crescemos e não temos mais a renda per capita menor do Brasil e ano que vem será ainda melhor”, afirmou a governadora Roseana.

Já Luis Fernando Silva afirmou que o crescimento e fruto de trabalho e não apenas de promessa.

“O IBGE confirmou que o Maranhão foi o Estado que mais cresceu no Nordeste. ocupando agora a 16º colocação em termos do Produto Interno Bruto (PIB) e isso é proveniente de trabalho e não de promessas”, declarou.

O PIB do Maranhão saltou de R$ 45,2 bilhões em 2010 para R$ 52,1 bilhões em 2011, um crescimento real de 10,3%, que coloca o estado como a 16ª maior economia do país. A taxa é maior que a registrada entre 2009 e 2010, quando o crescimento foi de 8,7% em relação a 2009, segundo maior do Nordeste.

Os dados positivos para o Maranhão foram divulgados na última sexta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


11 pensou em “Roseana e Luis Fernando destacam crescimento do PIB do Maranhão

  1. “Uma Mentira contada mil vezes torna-se uma verdade”/”Nós não falamos para dizer alguma coisa, mas para obter um certo efeito”.
    Acreditam mesmo que só divulgando mentiras e investindo em propaganda enganosa irão transformar a realidade do nosso Estado?…Francamente… Como diria o Boris, isso é uma VERGONHA…

  2. Quer dizer que quando mostram o Pib crescendo é tudo uma maravilha, e quando mostram o IDH é perseguição? Contra outra.

  3. Há uma distancia imensurável entre os números apresentados e os efeitos práticos deste crescimento na vida da população.

    É um crescimento inútil para esta gente tão sofrida. Vejamos uma comparação muito peculiar com o nosso vizinho. Antes, alternávamos entre o último e em raríssima vez em penúltimo lugar no IDH com o estado do Piauí. Agora, o estado do Piauí cresceu tanto que ultrapassou Alagoas e deixou o Maranhão na mesma situação onde sempre se encontrou, infelizmente para nós marenheses.

    O governo do estado do Maranhão tomou um empréstimo bilionário no BNDES. Onde este dinheiro foi investido para que se perceba o retorno na vida de cada cidadão ou cidadã deste estado. A previdência estadual, apresenta um déficit de – 10.187.723.064,26 no plano capitalizado e mais um déficit de – 6.969.796.066,44 no plano orçamentário. Ou seja, a previdência do estado do maranhão apresenta um déficit de -17.157.519.130,70. Quer vê: é só acessar os dados no site do MPS. – Ministério da Previdência Social.

    O BEM foi privatizado, a Cemar foi privatizada e nenhum recurso foi usado para sanear os cofres do governo estadual. Corremos o risco de ficar nas escuras no Estado devido o fracassado e incompetente processo de venda. Conforme podemos perceber o que ocorreu no ano de 2000.

    No ano 2000 a CEMAR passou pela primeira vez por um processo de privatização, sendo comprada do Governo do Estado do Maranhão, pela PP&L (Pennsylvania Power and Light Company). Em 2002 o grupo americano desistiu do negócio e deixou a CEMAR sob a intervenção do Governo Federal, através da ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica, no intuito de evitar que os problemas econômico-financeiros da Companhia afetassem a prestação do serviço de fornecimento de energia elétrica aos consumidores do Maranhão.

    Por enquanto é isso….

Os comentários estão fechados.