A Embratur e o déficit na “conta turismo”

folhaReportagem da Folha de S. Paulo publicada hoje (1º) em seu site aponta que há um “rombo” entre os gastos de brasileiros no exterior e os de estrangeiros no Brasil.

O déficit da “conta turismo” em 2013 deve fechar com rombo recorde de R$ 18,6 bilhões, segundo prevê o Banco Central.

O economista da PUC-Rio José Márcio Camargo observa que o aumento das viagens internacionais na última década refletiu, além da valorização do real e da alta dos salários, a inflação alta do país. “Ficou relativamente mais barato consumir lá fora”, diz, ainda segundo a Folha de S. Paulo.

“Com a vantagem, passou a 1,791 milhão em 2012 o número de brasileiros que foi fazer compras nos EUA, segundo o Ministério do Turismo. Eram 349 mil em 2003”, completa a publicação.

Um dos responsáveis por tentar diminuir esse déficit é o presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), por meio de ações de divulgação do país no exterior. Mas, pelo visto, ele não teve muito sucesso na empreitada – nem podia, já que passou dois anos fazendo campanha eleitoral no interior do Maranhão.

Como não conseguiu atrair mais turistas via Embratur, a solução da presidente Dilma Rousseff (PT) para diminuir o déficit foi tentar barrar os gastos de brasileiros no exterior, aumentando o imposto sobre cheques de viagem, cartões pré-pagos e saques no exterior com cartões de débito.


17 pensou em “A Embratur e o déficit na “conta turismo”

  1. Coitado deste blogueiro ou capacho usa sua pequena inteligencia para tentar jogar água no barco do comunista líder nas pesquisas. Flavio Dino até tentou mas sabe como é brasileiro sempre quer mais principalmente os donos de hotéis que abusam dos valores. por isso é mais em conta viajar para fora do pais do que ir para o Brasil. qualquer inteligente viu a luta de FD tentando convencer esses sujeitos a abaixar os preços, mas nada adiantou.

  2. Gilberto,
    Ontem dia 31, estava vindo da minha caminhada na Avenida Atlântica, quando, esquina com a Princesa Isabel, deparei com o candidato Flávio Dino, trajando calça jeans e camisa preta, indo em direção a praia. A exata localização é Leme/Copacabana. Hoje pela manhã ao retornar para uma nova caminhada, vi um carro da Embratur com o respectivo motorista na porta do hotel Windsor, antigo Meridien, esperando alguém da Embratur.

    • Esperava o próprio Flávio Dino, que passou o réveillon usando a estrutura paga por nós contribuintes. belo exemplo, não?

  3. Este Favio Dino é um arrogante, um fracasso na administração pública e prova maior é sua atuação na EMBRATUR, e sua arrogância é detectada na experiência de quem trabalhou com ele.

  4. Rapaz, o grosso dos brasileiros que sai, vai ao EUA para comprar, enquanto os preços aqui só estimulam passear. Há sim muita diferença no perfil dos que visitam o Brasil em relação aos brasileiros que vão a Miami por exemplo.

    • Meu caro, pra um cidadão que vem dos EUA ou da Europa, com dólar e euro valorizados, qlq coisa aqui fica barata para os padrões deles… isso é balela

  5. Tira-se ai o programa ciência sem fronteiras que no qual muitos estudantes sairam pra estudar, fora a estabilidade do dólar.
    Ainda mais o advento das compras coletivas, as vezes uma viagem pro exterior sai mais em conta do que vir passar uns dias em Gramado/RS ou Porto de Galinhas/PE

  6. Flávio Dino é um oportunista, largou sua carreira de juiz, tentou ser prefeito de São Luís e agora esse comunista nojento e mal caráter quer ser governador para implantar outra dinastia e acabar de arruinar com o estado do Maranhão.

  7. Dino é um oportunista, largou sua carreira de juiz, tentou ser prefeito de São Luís e agora esse comunista nojento e mal caráter quer ser governador para implantar outra dinastia e acabar de arruinar com o estado do Maranhão.

Os comentários estão fechados.