“Inaugurada” em janeiro, “nova” sala de cirurgia do Socorrão I já está fechada

salaMuita gente reclamou quando se disse aqui que não passava de uma farsa o anúncio da Prefeitura de São Luís de que o Centro Cirúrgico do Hospital Municipal Djalm Marques, o Socorrão I, havia sido ampliada.

A ação ocorreu em janeiro e possibilitou apenas a reativação de mais uma das sete salas existentes no hospital. Nada foi inaugurado.

Mesmo assim, com essa “nova” sala, a unidade ainda tinha déficit, já que uma continuava desativada.

Pois bem. Ontem (16), um leitor encaminhou a imagem acima para o titular do blog. O cartaz recomendava que ninguém entrasse sabem onde? Justamente na tal sala “inaugurada”.

Ou seja: um mês depois de reaberta, a sexta sala do Socorrão I já está desativada de novo.

Pode?!

__________________Leia mais

A farsa sobre a “ampliação do Centro Cirúrgico do Socorrão I”

Prefeitura amplia Centro Cirúrgico do Socorrão I


8 thoughts on ““Inaugurada” em janeiro, “nova” sala de cirurgia do Socorrão I já está fechada

  1. Espero que a nova secretaria venha fazer mudanças, como já começou a fazer, temos que ser pacientes, pois em situações piores já se esteve esses socorrões!!! De acordo, com o que você publicou que tenhamos alguma reposta positiva por parte da direção do hospital. Estou na torcida Helena Duailibe que realmente os pacientes possam a vim ter melhores atendimentos.

  2. E as milhares de salas / centro cirúrgicos sem funcionar nos hospitais pelo estado com a desculpa esfarrapada de que nao tem técnicos para instalar os equipamentos? e a falta de investimento em profissionais pra atender nesses hospitais? he – hein blogueiro, me compre um bode!

  3. Pior do q isso são os 72 Hospitais q Roseana prometeu e tá terminando o mandato e ela ñ entrega. Gente isso q deve ser cobrado, pois enquanto o governo ñ fizer esses hospitais, nunca teremos sossego em São Luís.

  4. E o que dizer dos paciente do hospital geral, de responsabilidade do governo, que está deixando seus paciente em tratamento de cancer sem os medicamentos há mais de mês?

Os comentários estão fechados.