“Ali localizada pela tenacidade da governadora”, diz José Sarney sobre inauguração da Suzano em ITZ

Imperatriz, Rainha da Celulose

Da Coluna do Sarney

Nome de nobreza, cidade batizada em homenagem à mulher do imperador, feita para um grande destino.

É hoje a capital de uma vasta região geoeconômica, que se irradia além de nossas fronteiras, entrando para o sul do Pará, Tocantins, Piauí e tornou-se o grande polo atacadista e de serviços do sertão e dessa vasta área.

dilmaFoi para integrar a Região Tocantina que eu há 40 anos abri a Açailândia-Santa Luzia e a Carolina-Estreito.

A presidente Dilma sobrevoando comigo e Roseana a cidade de Imperatriz ficou perplexa com sua extensão, seu dinamismo, seu crescimento e seu desenvolvimento.

Mas o mais surpreendente estava para vir. No meio daquelas matas abre-se uma clareira, e como se fosse uma miragem naquelas áreas bravias, surge uma gigantesca fábrica, chaminés, centenas de vagões, máquinas gigantescas e centenas de caminhões carregando eucalipto, cortados das grandes florestas plantadas e um formigueiro de 3.500 homens e mulheres, ocupando empregos fixos, responsáveis pela aquela obra gigantesca, a maior fábrica de celulose do Brasil, igual a uma das maiores do mundo.

Foi ali localizada pela tenacidade da governadora Roseana Sarney, que disse e fincou pé com os empreendedores que eles só teriam a total colaboração do Estado se localizassem ali aquele complexo fabril, pois Imperatriz, a grande cidade, tinha de ter a grande fábrica. E assim nasceu a Suzano Papel e Celulose de Imperatriz, inaugurada, mas já em funcionamento e exportando para os Estados Unidos.

Mas uma fábrica dessa grandeza não se faz do dia para a noite, nem sem a existência de uma estrutura capaz de suportá-la. Isso nós construímos, sendo essa a maior vitória nossa. O Maranhão, graças a sua infraestrutura, já suporta investimentos dessa dimensão, de R$ 6 bilhões, que demanda estradas para escoar, energia para consumir, fornecedores e investimentos correlatos, estrada de ferro capaz de deslocar grandes volumes e um porto que assegure o escoamento da produção. Isso só foi possível porque construímos o Porto de Itaqui, fizemos a Norte Sul em todo o Maranhão e é nela que está sendo levada a produção da Suzano e é o Porto do Itaqui que está recebendo os navios.

Roseana construiu as estradas do sertão, hoje ligando todos os municípios e possibilitando que eles levem até Imperatriz as madeiras do plantio existentes em vários deles, 150.000 hectares plantados!

E a Suzano está planejando outra fábrica desse porte em Urbano Santos, tal a confiança que o Maranhão lhe inspira.

Com o gás, a refinaria, as usina de energia, a fábrica de cabos de alumínio, a de pelotas de ferro, o terminal de grãos do Itaqui e o polo agrícola de Balsas é possível ver o progresso e a grande revolução do Maranhão.

Por isso fomos o Estado que mais cresceu em 2013, 15% no ano, mais emprego criamos, mais hospitais construímos e os programas sociais de combate à pobreza, mãos dadas com Dilma, ela que fez o Pronatec, Minha Casa, Minha Vida, a vida do povo está melhorando e a qualidade de vida cada vez melhor.

Também, agora, pedido meu e do deputado Francisco Escórcio (PMDB), do Lobão, Madeira e Roseana vamos ter ali também uma grande obra que está começando, o anel rodoviário para tirar a Belém-Brasília de dentro da cidade, num projeto belo e moderno, já autorizado pela presidente Dilma.

Imperatriz, rainha e moça bonita, banhada pelo silêncio das águas do Tocantins, cumpre seu destino de grandeza.

Agora, também, rainha da celulose.


5 pensou em ““Ali localizada pela tenacidade da governadora”, diz José Sarney sobre inauguração da Suzano em ITZ

  1. Oito anos de Lula e quatro de Dilma já são conhecidos como a década perdida. Não se tem construções de presídios, a violência só aumenta com mais de 50 mil homicídios por ano, praticamente vivemos uma guerra, infraestrutura caindo aos pedaços, corrupção generalizada, nem me fale em refinaria da Petrobrás em Rosário, por favor, essa é a grande mentira. As gerações futuras irão pagar muito caro pelos anos de PT no poder e irão pedir desculpas aos militares. Senhor José Sarney, essa conversinha que a “vida do povo está melhorando e a qualidade de vida cada vez melhor” já deu.

    • década perdida para tucanos empedernidos… eu consigo ver um brasil que cresceu e continua crescendo

  2. A título de esclarecimento e para se fazer Justiça o Projeto da Suzano Celulose, foi um dos grandes Projeto iniciado no Governo de Jackson Lago, assim como o Projeto Rio Anil hoje chamado de Quarto Centenário, Águas Perenes na Baixada Maranhense, além de vários quilômetros de asfalto hoje sendo inaugurado pelo Secretário Luis Fernando.

    • Diz que a Suzano Celulose é projeto de Jackson Lago, mas não diz que o Programa Leite na Escola é de João Castelo. Estamos de olho!

Os comentários estão fechados.