“Não sou mulher que seja comprada”, reage Roseana após denúncia do JN

roseanaA governadora Roseana Sarney (PMDB) reagiu com indignação, hoje (12), à denúncia veiculada ontem (11) pelo Jornal Nacional segundo a qual  o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal no bojo da Operação Lava a Jato, teria subornado membros do Governo do Maranhão, oferecendo R$ 6 milhões, em troca do pagamento de precatório de mais de R$ 100 milhões à empreiteira Constran.

Roseana disse não ser “mulher que seja comprada” e anunciou que acionará a Justiça par esclarecer o caso (veja abaixo a íntegra do pronunciamento).

“Não deixarei de tomar minhas providências perante a Justiça para que isso seja devidamente esclarecido, porque a população quer que isso seja esclarecido”, declarou, no Palácio dos Leões, durante solenidade de entrega de ônibus escolares a prefeitos maranhenses.

Ela fez, ainda, um desafio. “Eu estou há quatro mandatos como governadora do Estado do Maranhão e desafio qualquer empreiteiro, qualquer empresa ou qualquer prestador de serviço a dizer aqui, a dizer a alguém, que algum dia me deu algum recurso, algum dinheiro que possa ter me comprado. Porque eu não sou mulher que seja comprada. Eu sou mulher que tenho ideal: que é o meu estado, que é o Maranhão”, completou.

Ainda no discurso, a governadora disse não estar na política para se “locupletar” e condenou que considerou uso político-eleitoral do caso Constran.

Eu estou na política não é para me locupletar. Eu estou na política é para ajudar os outros […]. E é por isso que eu estou aqui.  E é por isso, também, que fico indignada e não vou admitir que meu nome seja colocado para poder ser manobra política – que está se aproximando aí as eleições”, finalizou.

De acordo com reportagem divulgada no Jornal Nacional (veja aqui), a contadora do doleiro,  Meire Poza, realtou em depoimento à PF que a Constran pediu que Youssef subornasse o Governo do Maranhão. Em troca, a empresa furaria a fila dos pagamentos judiciais e receberia, antecipadamente, R$ 120 milhões em precatórios.

Segundo Poza, para combinar os detalhes da operação houve uma reunião no dia 10 de setembro do ano passado, da qual teriam participado o ex-secretário-chefe da Casa Civil, João Abreu; um assessor identificado como Bringel; a presidente do Instituto de Previdência do Estado, Graça Cutrim; e a procuradora-geral Helena Maria Haickel. Mais cedo, a titular da PGE emitiu nota por meio da qual garantiu nunca haver participado de “reunião clandestina” (reveja).


18 pensou em ““Não sou mulher que seja comprada”, reage Roseana após denúncia do JN

  1. GOVERNADORA PROVE PAGANDO OS PRECATÓRIOS DE ORDEM ALIMENTAR QUE ESTÃO COM SENTENÇA TRANSITADA E JULGADA DESDE 2012.
    DIANTE DISSO TUDO QUANDO É MESMO QUE A GOVERNADORA VAI PAGAR OS PRECATÓRIOS DE ORDEM ALIMENTAR? POIS PESSOAS SIMPLES QUE DE FATO NECESSITA DESSE PAGAMENTO ESTÃO DESDE 2012 A ESPERA. COMO NÃO VAMOS PAGAR PROPINA TAMBÉM NÃO VAMOS RECEBER É ISSO?

  2. TA BOM ASSIM COMO O CASO LUNUS AGORA MAIS UM ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO CONTA OUTRA QUE AGENTE ACREDITA.

  3. Não precisa se preocupar em mandar o caso pra Justiça, pq a PF já se encarregou de fazer isso e vai encaminhar a investigação pro STJ, que é quem tem competência pra autorizar investigação contra gov. de estado.

  4. Caro Leda, todo acusado, tem o direito de negar uma acusação. Com Roseana não seria diferente. Agora, a Globo não iria jogar uma acusação dessas no ar de forma gratuíta. Não é supreza nenhuma a forma como governa Roseana, todo mundo faz o que bem entende no seu governo, Roseana terceirizou o Estado entre seus secretários e familia. Se Roseana tivesse um pingo de vergonha na cara, demitiria os funcionários publico e entregaria para a policia, já que ela se diz inocente…
    Acredite se quiser!!!

  5. Ownti, que corra mar fofa é a ‘gunvernadora’ se defendendo. Pena que o Maranhão e o Brasil não é mais o mar de pessoas desinformadas. Ainda há quem compre essas palavras mal ditas e mal articuladas, mas aos ouvidos de quem fez um ensino fundamental razoável e conhece minimamente essa quadriha, da qual uma das chefes é essa fulana, sabe que isso aí não é mais que a ponta do ice Berg. Tente, cara, tente, o máximo que vai conseguir é ferir ainda mais sua quase inexistente reputação.

  6. Roseana,não explicou nada,so bando de puxa saco.E claro que nenhum empreiteiro,vai aparecer,Roseana prova do veneno.A casa caiu

  7. o pronunciamento da vice-legitimada é um deboxe com a cara dos maranhenses. dizer que só pensa no maranhao….afff… quanta cara de pau

  8. Leda,
    A governadora disse que decisão da justiça não se discute, se cumpre. Porque ela não cumpriu a decisão que mandou pagar os 21% dos servidores do Tribunal de Justiça? É muita cara de pau.
    Mario

  9. Caro blogueiro… VC sabe que tem mais gente envolvida nessa história de precatórios… Esse é de propriedade go Rei da soja. Arturo que o diga!!!!

  10. NÃO É ISSO QUE A CONVERSA GRAVADA PELA POLICIA FEDERAL MOSTRA, AO CONTRÁRIO, MOSTRA QUE A GOVERNADORA TALVEZ NÃO ACEITASSE SÓ 300 MIL POR ACHAR MUITO POUCO. EU ESTOU INDIGNADO ATÉ AGORA GOVERNADORA, PEÇA PARA SAIR, O MARANHÃO NÃO MERECE TER UMA LADRA NO COMANDO.

Os comentários estão fechados.