Andrea Murad contesta determinação da SES para que médicos dirijam ambulâncias

andreaNa sessão plenária de quarta-feira (29), a deputada Andrea Murad (PMDB) destacou o ofício do presidente do Sindicato dos Médicos,  Adolfo Paraíso, encaminhado à Secretaria de Estado de Saúde, segundo a parlamentar, relatando absurdos sobre a recomendação do governo para que os médicos tirassem habilitação de motorista categoria ‘D’.

A deputada, com o ofício em mãos, disse que as diretrizes foram anunciadas em uma reunião entre Mariano de Castro da SES e os médicos lotados no Hospital de Matões do Norte.

A carta relata “que os médicos responsáveis pelo transporte de pacientes graves deveriam se habilitar em curto espaço de tempo, a tirar licença de habilitação para dirigir veículos da categoria ‘D’, para substituição do motorista da ambulância que eventualmente se afigurasse cansado”.

Para a categoria médica no Estado do Maranhão, em ofício lido pela parlamentar, é um absurdo fazer do médico o motorista da ambulância. O sindicato questionou que a responsabilidade sobre a falta de estrutura no serviço de transferência de pacientes, não pode recair no médico.

A deputada reportou a indignação dos profissionais no discurso desta quarta-feira e perguntou aos parlamentares médicos da Casa se os mesmos possuíam carteira de motorista com habilitação na categoria ‘D’ e comentou:

“Daqui a pouco, para ser médico do Estado tem que ter carteira de motorista ‘D’, porque quando o motorista da ambulância estiver cansado, o médico tem que ir para o lugar dele. Não sou eu que estou inventando ou criando, está aqui a carta do Dr. Adolfo Paraiso que protocolou na SES e até hoje não teve resposta do Secretário Marcos Pacheco. E solicitamos que o Secretário responda para o Presidente do Sindicato dos Médicos, porque agora o médico vai ter que dirigir ambulância. Parece piada. O que está acontecendo nesse governo é um desgoverno, é um verdadeiro absurdo. Então, quero o apoio dos deputados, porque isso é um verdadeiro absurdo que estão fazendo com a classe médica no Maranhão.”

_________________Leia mais

SES quer que médicos dirijam ambulâncias

A deputada também demonstrou indignação quanto a outra determinação anunciada durante a reunião de que a unidade de suporte avançado montada no hospital de Matões do Norte seria deslocada para o município de Peritoró.

“É um grande absurdo, porque qualquer pessoa que passe por Matões vai ver que o hospital de Matões está sempre cheio, é um hospital extremamente necessário e aí vai tirar de Matões para sobrecarregar o de Peritoró, são coisas que realmente não dão para a gente entender” disse a parlamentar.]

Outra preocupação da deputada Andrea Murad diz respeito a  redução no valor do plantão aplicado. De acordo com a parlamentar, o Sindicado dos Médicos não concorda com esse tipo de decisão. “De R$ 2.500 passariam a receber R$ 2.000 por plantão, esse tipo de decisão gera uma insatisfação muito grande na categoria que sempre prevê melhorias em suas remunerações e não reduções. O governo precisa rever isso”, explicou a deputada, ressaltando que considera um processo de desvalorização profissional.


1 thought on “Andrea Murad contesta determinação da SES para que médicos dirijam ambulâncias

  1. esta coisa late muito, sera que ela vai explicar o helicóptero da saúde em campanhas pelo interior?

Os comentários estão fechados.